Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

As ruas de Telavive vestiram-se de arco-íris (com fotos e vídeo)

Tel Aviv Gay Pride 2016.jpg

Estima-se que entre 180 a 200 mil pessoas tenham estado esta sexta-feira a comemorar o Orgulho LGBT nas ruas de Telavive, Israel. 

O evento, que é organizado todos os anos pela Câmara Municipal, atraiu 30 mil turistas à cidade, que se torna assim a anfitriã da maior celebração do orgulho LGBTI em todo o continente asiático.
As associações de defesa dos direitos LGBT e entidades comerciais usam o evento para promover os seus projectos ou produtos. Há espaço para todos, mesmo para aqueles que protestam contra a política do Primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu.
A marcha começou ao início da tarde com uma concentração de associações, que desde manhã se reúnem num jardim público central de Telavive. Ali as diferentes associações, desde as que lutam contra o estigma contra as pessoas com VIH, associações de LGBTI surdos, de LGBTI adultos, LGBTI imigrantes até as que albergam jovens LGBTI expulsos de casa, entre muitas outras, distribuem os seus manifestos e projectam palavras de ordem. Seguiu-se um cortejo pelas ruas da cidade onde se juntam os populares naquela que constitui uma verdadeira festa da cidade. Devidas às altas temperaturas (na casa dos 35 graus), aqueles que assistiam nas varadas enfeitadas com as cores do arco-íris refrescavam os manifestantes com mangueiras ou baldes de água. A música e a cor foram uma constante que se somou aos cartazes e às palavras de ordem da manhã. Já na parte final do cortejo, juntaram-se, numa extensa avenida marginal frente ao Mar Mediterrâneo, os carros dos vários bares e das festas gay friendly de renome internacional que animam a cidade israelita por estes dias.
O tema da Parada LGBT deste ano focava-se em dar visibilidade aos direitos das mulheres lésbicas, bissexuais e transgénero dentro da comunidade LGBT. Isto num país que ainda não reconhece os casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo, mas permite a adopção de crianças por estes casais e que estes recorram à gestação de substituição.

 

Galeria com dezenas de fotos aqui.

Paulo Monteiro

 

#orgulho2016 Estás a viver fora de Portugal? Conta-nos como está a ser o Pride no teu país/cidade! Partilha com os leitores do dezanove os teus textos, vídeos e fotos. Envia-nos um email paradezanovept@gmail.com Obrigado!

5 comentários

Comentar