Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Brasil: Beijo de Bruno Gagliasso e João Vicente de Castro torna-se viral

Bruno Gagliasso HQ beijo.jpg

Bruno Gagliasso tornou-se um dos assuntos mais comentados no Brasil ao partilhar em diversas redes sociais uma foto em que beija na boca o actor João Vicente de Castro.

A foto foi tirada esta semana no evento “GQ Men of the Year” e Bruno fez questão de a partilhar no Instagram, Twitter e Facebook com a legenda “Aos machistas de carteirinha, hipócritas de plantão e preconceituosos.... O nosso carinho e nosso amor de homem com H! Q venha 2016.”

Quando questionado pela imprensa o actor afirmou que "Foi natural. A gente não ensaiou e pensou: 'Se couber, a gente faz'. Não foi programado" e justificou o beijo. "O ano que a gente viveu foi difícil, mostrou muito a cara de que demos muitos passos para trás. Foi um beijo de esperança, de amor, de homem com H maiúsculo, para mostrar que estamos aqui lidando contra a intolerância, a mediocridade, a hipocrisia".

Em 2005, o actor interpretou o personagem Júnior na telenovela “América” da Rede Globo e viu um beijo gay da personagem censurado, no último capítulo, pouco antes de ir ao ar. "Uma hora antes de a novela ir ao ar cortaram o beijo e não avisaram as pessoas do elenco. Fiquei muito triste na época" revelou o actor 10 anos depois aquando da entrega dos prémios “Contigo” em Junho deste ano.

“Hoje, fazendo a mesma novela que a Fernanda (Montenegro), eu vi o beijo gay e não vi mais, isso me deixou muito triste. O Luís (Miranda, actor) falou aqui, mas vou reforçar, a gente tem que tomar muito cuidado, porque quem faz arte é movido a paixão, a tesão, a emoção e esse personagem com o qual ganhei o prémio me motivou por isso, porque ele faz a diferença, transforma. Não vamos dar um passo para trás, estou muito triste, feliz pelo prêmio, mas triste por estar vivendo esse momento. Só vou continuar sendo actor se eu puder transformar e puder fazer, vamos bater o pé. O desabafo é esse. Tenho orgulho desse prémio e quero continuar tendo orgulho do que eu faço, senão vou parar de fazer” referindo-se à novela “Babilónia” que parou de exibir beijos entre pessoas do mesmo sexo depois dos ataques homofóbicos que sofreu por parte de diversos religiosos e público conservador.

Bruno Gagliasso é uma voz importante na luta com o preconceito numa altura em que o Brasil atravessa uma fase nefasta com relatos diários de crimes violentos contra a população LGBT.

 

Carlos Maia