Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Bryan Adams diz "stop bill 1523" e cancela concerto no Mississípi (com vídeo)

BA1.jpg

Bryan Adams cancelou concerto no estado do Mississípi em protesto contra lei anti-LGBT, a chamada "bill 1523". Na passada sexta-feira, 8 de Abril, foi a vez de Bruce Sprinsteen ter cancelado um concerto em protesto contra outra lei anti-LGBT aprovada no estado da Carolina do Norte.

 

O concerto de Bryan Adams estava previsto para a próxima quinta-feira, 14 de Abril, no Mississippi Coast Coliseum & Convention Center, em Biloxi, cidade do estado do Mississípi. O artista está a precorrer os Estados Unidos com a tournée "Get Up".
O cantor canadiano publicou uma mensagem na sua página oficial com o título "Mensagem importante de Bryan: Stop Bill 1523". E continua: "O Mississípi aprovou o projecto de lei anti-LGBT, 'Liberdade Religiosa', 1523. Acho incompreensível que os cidadãos LGBT estejam a ser discriminados no estado do Mississípi. Eu, em boa consciência, não posso actuar num estado onde estejam a ser negadas às pessoas os seus direitos civis devido à sua orientação sexual. Sendo assim, cancelo o concerto de 14 de Abril no Mississippi Coast Coliseum. Uso a minha voz em solidariedade para com todos os meus amigos LGBT, para que este projecto de lei, extremamente discriminatório, seja revogado. Esperemos que o Mississípi volte a entrar nos eixos e eu possa regressar e actue para os meus muitos fãs. Estou ansioso por esse dia.". E termina com "#stop1523".

BA2.jpg

A lei em questão foi assinada a semana passada, na quarta-feira, 6 de Abril, pelo Governador do estado norte-americano do Mississípi, Phil Bryant. A lei prevê que, devido às suas crenças religiosas, proprietários de estabelecimentos e funcionários, recusem atender pessoas LGBT.

Fotografia e imagem retiradas do site oficial de Bryan Adams.
Luís Veríssimo