Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Cinco filmes imperdíveis no Queer Porto (com trailers)

Nunca vas a estar solo Chile.jpg

Tarefa ingrata esta de escolher apenas cinco das 30 películas programadas para este Queer Porto. Cá fica a nossa selecção:

kiki sara jordeno documentario .jpg

Kiki

Um retrato de uma nova geração LGBTQ na Suécia, mas cujas lutas e conquistas são transversais a muitos independentemente da localização.  Ao longo de quatro anos Kiki filma o quotidiano de sete jovens pertencentes à subcultura artista Kiki Scene. O documentário já esteve em Sundance e agora está em competição neste festival. Passa logo no primeiro dia:

5 de Outubro às 17h, Teatro Rivoli, Auditório Isabel Alves Costa, documentário longo de Sara Jordenö, Suécia, 2016.

 

 

mala noche.jpgMala Noche

Integrado na retrospectiva “New Queer Cinema”, que contempla seis filmes durante este Queer Porto, “Mala Noche” é um filme a não perder. 

Gus Van Sant dispensa apresentações, mas em 1985 ainda não era assim. “Mala Noche” fala-nos de um amor impossível entre Walt e Johnny, um imigrante mexicano ilegal que não fala inglês. Baseado no romance autobiográfico de Walt Curtis, “Mala Noche” foi o primeiro filme realizado por Gus Van Sant e distinguido em 1987 como o Melhor Filme Independente pela Los Angeles Film Critics.

5 de Outubro às 19h, Teatro Rivoli, Auditório Isabel Alves Costa, longa-metragem de Gus Van Sant, EUA, 1985.

 

take me to the river.pngTake me to the river

Também em competição o filme “Take me to the river” mostra uma reunião familiar onde Ryder, um adolescente gay, planeia revelar a sua orientação sexual. A pedido da mãe, Ryder evita contar o seu segredo, mas acaba, em conjunto com a sua prima e compincha de aventuras, por desenterrar um segredo familiar, esse sim, com muito mais impacto. Uma história onde o bullying e a rejeição são filmadas pela lente de Matt Sobel, um realizador de apenas 29 anos, foi nomeado como um dos 25 novos nomes do cinema independente pela Filmmaker Magazine.

6 de Outubro às 22h, Teatro Rivoli, Auditório Isabel Alves Costa, longa-metragem de Matt Sobel, EUA, 2015.

 

Nunca vas a estar solo.jpgNunca vas a estar solo

Este é mesmo um filme imperdível e acontece depois do realizador Alex Anwandter ter tido conhecimento de um caso real, o do crime de ódio que vitimou o jovem Daniel Zamudio que chocou o Chile e o mundo.  

Esta é história de um pai e um filho. Pablo, um jovem homossexual que se começa a travestir é alvo de um violento ataque. Juan, o pai, depara-se com as exorbitantes contas hospitalares do seu filho e o dilema de se tornar sócio do seu patrão numa fábrica de manequins. Um pai que cometeu demasiados erros, mas o seu filho ainda pode ser salvo.

7 de Outubro às 22h, Teatro Rivoli, Auditório Isabel Alves Costa, longa-metragem de Alex Anwandter, Chile, 2016.

 

absolutely_fabulousweb.jpgAbsolutely Fabulous: The Movie

Já quase tudo foi dito sobre o filme que juntou Edina Monsoon e Patsy Stone (Jennifer Saunders e Joanna Lumley) no grande ecrã. Para os fãs em território nacional estas duas exibições no Queer Porto são as últimas conhecidas, já que a película não tem previsão de entrada no circuito comercial. Humor, álcool e algum glamour a não perder:

8 de Outubro às 22h e 9 de Outubro às 19h, Teatro Rivoli, Auditório Isabel Alves Costa, longa-metragem de Mandie Fletcher, Reino Unido e EUA, 2016.

 

Estes são os nossos destaques. Para que não percas pitada quer dos filmes, quer das actividades culturais paralelas, tens mais informação aqui: www.queerporto.pt

 

Paulo Monteiro