Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como as empresas de turismo estão a seguir o mercado LGBT

 madrid.jpg

Os homossexuais são cada vez mais associados aos grupos de turistas que têm um consumo superior à média, o que leva a que sejam cada vez mais cobiçados pela indústria turística. Operadores, clubes de férias e festivais tentam propor uma oferta mais diversificada. Mas as mentalidades e o segmento de mercado evoluem cada vez mais para além do clichê das festas loucas.

Plano-Planta-V.35-CON-IBERIA-y-EXPOSITORES.jpg

Exemplo disso é uma dos maiores feiras de turismo do mundo, a FITUR, que decorreu em Madrid. Oito áreas foram reservadas para temas específicos, entre eles estava o turismo LGBT. Ao lado das tradicionais temáticas saúde e bem-estar, uma área da feira foi inteiramente dedicada ao turismo LGBT. Até a cidade de Badajoz levou à feira posters a promover as festas do Orgulho LGBT.

Segundo Juan Pedro Tudeal, director da empresa espanhola Diversity Consulting Internacional, “as estimativas indicam que os turistas homossexuais representam apenas 5 a 10 por cento dos turistas mundiais, mas eles gastam mais porque, geralmente, não têm filhos logo têm mais recursos disponíveis”, explicou ao Daily Mail. Thomas Bomkes, director da empresa alemã Diversity Tourism assegura que os turistas LGBT gastam “ainda mais quando eles se sentem aceites e acolhidos”.

Só o beach resort de Maspalomas, nas Canárias, recebe ao longo do ano três eventos de Orgulho LGBT ao longo do ano. Cada um gera 20 milhões de euros em receitas. A capital espanhola facturou cerca de 150 milhões de euros por ocasião das celebrações anuais de Orgulho Gay em Julho do ano passado. A receita financeira deverá ser ainda maior este ano, já que Madrid receberá o World Pride entre o final de Junho e início de Julho.

A Organização Mundial do Turismo sublinha que “mesmo sendo difícil traduzir em números os consumos, não se pode negar que os turistas LGBT representam um segmento dinâmico e influente no sector turístico”. A título de exemplo a Community Marketing & Insights, uma empresa de consultadoria, estima que o impacto económico anual dos turistas LGBT só nos EUA já representa mais de 75 mil milhões de dólares.

A maior feira de turismo de Portugal, a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), decorre entre 15 e 17 de Março. No entanto, até, ao momento, não tem prevista qualquer iniciativa associada ao target LGBT.

 

 

Fernando Santos

 

Publicidade: 

4 comentários

Comentar