Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Como se condiciona a liberdade de expressão na Rússia

404.jpg

O Roskomnadzor (Serviço Federal de Supervisão de Meios de Comunicação e Tecnologias de Informação da Rússia) está a perseguir um dos projectos LGBT online mais importantes da Rússia dirigidos a adolescentes, o Crianças 404 LGBT Adolescentes.

Exemplo disso, foi a decisão de enviar três polícias para interrogar a coordenadora do projecto, a jornalista Lena Klimova. “Começaram a interrogar, fazendo questões estranhas: qual o significado de 404? O que é LGBT? O que está acontecer neste grupo? Então vocês têm lá fotos das crianças? E as crianças estão nuas? A última pergunta foi feita três vezes. Juntei toda a minha paciência e respondi: Não”, conta Lena Klimova, na sua página da rede social Vkontakte.

O Roskomnadzor considera que o projecto Crianças 404 LGBT Adolescentes “contém evidências de propaganda de relações não-tradicionais entre menores de idade”. O projecto limita-se a publicar cartas de jovens homossexuais, onde estes descrevem desde as suas histórias de amor não retribuído até questões mais graves, como ameaças de morte. As cartas são publicadas no site do projecto, sendo que os utilizadores podem deixar palavras de apoio e encorajamento. O Roskomnadzor considera que se está perante “materiais capazes de criar nas crianças uma impressão de que ser gay significa ser uma pessoa corajosa, forte, confiante, árdua com uma grande auto-estima e respeito por si próprio”. As histórias de amor dos adolescentes são interpretadas pelo Roskomnadzor como “relatos que formam associações positivas relativas às relações não-tradicionais”. Recorde-se que a chamada lei da propaganda homossexual veio proibir a divulgação de informação sobre homossexualidade junto de menores de idade.

O Roskomnadzor já fez inúmeras intervenções nesta área. Em Setembro de 2013 o Roskomnadzor fez uma chamada de atenção ao fundador do canal de televisão Eurocinema, pela exibição do filme musical do Christophe Honoré “As Canções do Amor”, porque “contém propaganda de relações sexuais não-tradicionais”. Em Janeiro deste ano, o redactor-chefe do jornal Molodoy Dalnevostochnik foi multado em mil euros por “propaganda homossexual”, por escrever que “a minha própria existência já é uma prova eficaz de que a homossexualidade é normal”.  Em Junho, o mesmo organismo considerou que existiam cenas de “pornografia infantil” no filme “La Vie d´Adèle”, galardoado com a Palma de Ouro em 2013, ordenando o bloqueio à página do filme.

 

A. Iourtchenko