Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Dois dias sobre género e identidades sexuais em Braga

É marcar na agenda. Nos dias 15 e 16 de Março decorre em Braga um workshop de Teatro do Oprimido que tem como mote “O preconceito não faz o meu género”.

Orientada por José Soeiro, a oficina é construída em 4 módulos, cada um com exercícios de Teatro do Oprimido e debates que vão introduzindo os conceitos e a teoria e permitindo a partilha de experiências. O último módulo é essencialmente de debate, perspectivando também o futuro. Recorde-se que foi a partir de um workshop de Teatro do Oprimido que surgiu a ideia de realizar a primeira Marcha pelos Direitos LGBT em Braga.

Sexo, género, identidades e incorporação de papéis, Situações de discriminação homofóbica, Patriarcado e heterossexismo enquanto sistemas e Movimento LGBT e luta social prometem ser os quatro eixos deste workshop organizado pela Krizo - Educação, Arte e Cidadania.

José Soeiro é sociólogo, investigador e curinga de Teatro do Oprimido. Desenvolve projectos ligados ao Teatro do Oprimido desde 2002. Activista pelos direitos LGBT, foi eleito deputado pelo Bloco de Esquerda, tendo sido co-autor da actual Lei da Identidade de Género. O preço é livre, podendo os participantes pagar entre 5 e 20 euros. Inscrições através do e-mail: ajkrizo@gmail.com.

3 comentários

Comentar