Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Estudo: Falta de confiança e uma "cultura de invencibilidade" leva jovens a abdicar de sexo seguro (com vídeo)

Estudo sexo seguro jovens Durex.JPG

Um novo estudo internacional lançado pela Durex revela as circunstâncias e os preconceitos existentes actualmente e que levam muitos jovens (entre os 16 e os 24 anos) a não praticarem sexo seguro.

 

O estudo aprofundado - uma combinação de questionários e entrevistas com jovens, realizada ao longo de dois anos - revela desconhecimento sobre infecções sexualmente transmissíveis (IST), gravidezes não planeadas e atitudes sexuais do sexo oposto.

Os jovens sabem que devem usar preservativo cada vez que têm relações mas, no calor do momento, o “faz o que eu digo, não faças o que eu faço” acaba por prevalecer. Muitos jovens não se preocupam com as consequências da prática do sexo inseguro e/ou não têm confiança suficiente para insistir no uso do preservativo, o que significa que muitos correm riscos que eles próprios sabem que não devem correr.

A atitude típica do “só acontece aos outros” e a falta de conhecimento em torno dos riscos de IST e de uma gravidez não planeada acabam por alimentar a chamada "cultura da invencibilidade".

O estudo revela que 40% dos jovens sexualmente activos na faixa etária 16-24 admitiram que tiveram sexo com mais do que uma pessoa sem preservativo e 61% concordaram que não costumam pensar em preservativos, até ao momento em que realmente precisam de usar um.

Apesar desta tendência comum para correr riscos, apenas 14% dos entrevistados disseram que as IST (não incluindo o VIH) são a sua principal preocupação. Menos de um quarto mencionou que a sua maior preocupação no sexo desprotegido é o facto de poder culminar numa gravidez indesejada.

As estatísticas e os pontos de vista dos inquiridos demonstram a escala dos actuais entraves ao sexo seguro. Quase metade (48%) acha que contrair o VIH/SIDA não é algo que poderá acontecer no seio do seu grupo de amigos.

Para fazer frente aos resultados do estudo a marca lançou uma plataforma digital abrangente (http://quando-esta-posto-tu-estas-pronto.durex.pt/) que proporciona aos jovens conselhos reais sobre sexo e relacionamentos. A plataforma inclui conselhos práticos, artigos e vídeos sobre tópicos como: confiança, sexo seguro, IST e gravidez não planeada.

Um vídeo também realizado pela marca de contraceptivos revela o que os rapazes realmente pensam sobre sexo quando acham que as raparigas não estão a ver ou ouvir: