Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Acompanha aqui o #orgulho2017

Fadista João Braga incendeia redes sociais (actualizada)

João Braga.JPG

O conhecido fadista João Braga resumiu desta forma a cerimónia dos Óscares: "Agora basta ser-se preto ou gay para ganhar Oscares."

Em quatro horas o mural do Facebook encheu-se de comentários em que o insulto passou a ser a base da comunicação. O leitor Alfredo Costa apontava: "João Praga, boa noite. Um desprazer lê-lo, amigo. Asco sabê-lo músico. Um gosto denunciá-lo. Um prazer vê-lo a si, Maria Vieira e vossa estirpe sair do esgoto. É mais fácil de tratar. Bem-haja por sair do armário, E que se foda o seu fado". Já Gonçalo Rodelo classifica como aberração o desabafo público do fadista: "Nunca ouvi Amália Rodrigues, Camané ou qualquer dos Câmara Pereira a dizer uma tal aberração em público. Lá que pense, tudo bem. Que o diga e assim agrida o seu público, isso é asneira grossa. Retire-se da vida pública". 

O actor Manuel Moreira também comentou: "Aparentemente, nos últimos tempos, também basta fazer um post destes para recuperar uns minutos de fama, mas já vem tarde, a homofobia e o racismo reaccionários também saem de moda em breve." 

Dezenas de utilizadores sugerem a denúncia do post, enquanto outros apoiam a postura de João Braga.

Há poucos minutos João Braga voltava a comentar, desta vez em maiúsculas: "CHIÇA, QUE OS HERDEIROS DE ESTALINE SÃO MESMO AVESSOS À LIBERDADE DE EXPRESSÃO!"

A 89ª cerimónia dos Óscares tem sido um dos assuntos mais comentados do dia, facto a que não está alheia a troca na divulgação do vencedor da categoria Melhor Filme, atribuído precisamente a "Moonlight".

Um dia depois da polémica o post que deu origem à polémica já não aparece no mural de Facebook do fadista. Num dia o assunto chegou a ser o mais falado no Twitter, originando centenas de comentários e partilhas quer a favor, quer contra João Braga. Entretanto  associação SOS Racismo fez saber esta terça-feira que apresentou queixa contra o fadista junto da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial: "A agressão não é opinião, o insulto não é opinião, o racismo não é opinião", refere a associação.

 

Notícia actualizada a 28 de Fevereiro às 22:06 com o último parágrafo.

 

Publicidade: 

10 comentários

Comentar