Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Festival Offside Lisboa traz-nos a trágica história de Justin Fashanu

Justin Fashanu  futebolista gay.jpg

Offside Lisboa é o primeiro festival de cinema independente com enfoque no futebol a realizar-se em Lisboa. Nasce do amor ao futebol e ao cinema e da vontade de mostrar que filmes e bola não são mundos distantes e têm pontos de contacto. a primeira edição decorre este fim-de-semana e traz um documentário sobre o primeiro futebolista que admitiu ser homossexual: Justin Fashanu. 

 

A 2 de Maio de 1998, Justin Fashanu, o primeiro futebolista profissional a assumir a sua homossexualidade ainda em actividade, pôs termo à sua vida ao enforcar-se numa garagem deserta em Londres, junto ao sítio onde nasceu e cresceu. De uma carreira promissora, tendo sido inclusive o primeiro jogador negro a custar 1 milhão de Libras (comprado pelo Nottingham Forest de Brian Clough em Agosto de 1981), Justin teve de lutar contra o preconceito devido à sua orientação sexual , razão que o privou de ter tido uma melhor carreira. Isso tornou-se ainda mais evidente em 1990, quando assume publicamente a sua homossexualidade numa entrevista ao “The Sun”.

Renegado por parte da sua família (nomeadamente o seu irmão, o igualmente jogador John Fashanu), não compreendido por um desporto que era e é muito homofóbico, a partir desse momento nunca mais conseguiu ter um contrato fixo com uma equipa de primeiro plano, isto até anunciar o final a sua carreira em 1997.

No balneário e nas bancadas pede-se aos jogadores que sejam bravos, viris e machos e qualquer sinal desviante é largamente condenado. Daí que 20 anos depois da trágica morte de Justin, contam-se ainda pelos dedos de duas mãos o número de jogadores e ex-jogadores que assumiram a sua homossexualidade, o que não deixa de constituir um paradoxo naquele que é o desporto mais popular no mundo.

A história de Justin é retratada num pequeno documentário de 30 minutos a ser exibido dia 27 de Maio no Museu do Desporto, serve de mote para um debate onde tentaremos perceber as razões por detrás da persistência de um dos últimos tabus no jogo que todos amamos.

O debate promovido pela organização do Festival Offside contará com a presença de: Ana Chaparreiro, representante da ILGA Portugal; Nuno Domingos, antropólogo e investigador do ICS; um representante da Associação Desportiva Boys Just Wanna Have Fun, a primeira associação desportiva LGBT-friendly de Portugal.

 

27 Maio 2018 | Museu do Desporto, Praça dos Restauradores, 25 | 14h30 | Entrada livre