Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

FireTiger: uma boa razão para ficarmos atentos ao novo NU3L

IMG_2330.JPG

Deu nas vistas na Operação Triunfo e nos Morangos com Açúcar. Seguimo-lo desde então nas redes sociais onde tem vindo a partilhar o seu sonho. E já dia 9 de Junho que Emanuel d' Oliveira, agora NU3L, nos dá uma prenda no seu dia de aniversário: o seu primeiro single "Beautiful Tiger" chega ao mercado.  O dezanove.pt falou com o cantor em exclusivo a uma semana do lançamento do trabalho.

 

dezanove: As pessoas lá em casa conhecem-te da Operação Triunfo. Como correu a experiência? Houve algum momento marcante?

Emanuel d' Oliveira: Sim. Continuo a ser o menino da Operação Triunfo e dos Morangos com Açúcar (risos). A experiência foi importantíssima para o reflexo da pessoa que sou hoje. Todos aprendemos com experiências, tanto para o bem como para o menos bom. Quanto à OT recordo ainda hoje com muito carinho o momento da minha expulsão, muito comentado na altura como um dos mais emotivos e sim, para mim foi o momento mais marcante da minha passagem pelo programa televisivo.

 

Onde andou e anda esse Emanuel que canta versões de outros músicos?

Esse Emanuel aprendeu muito, amadureceu, cresceu com os temas dos seus artistas mais influentes. Aprendi muito com todos eles enquanto os cantei. Predispus-me a muita aprendizagem autodidacta no que conta à produção e composição musical. Mas aprendi principalmente a encontrar o meu próprio caminho artístico. O caminho do verdadeiro Emanuel.

 

Entretanto nasceu o NU3L. O que o diferencia? Este NU3L tem mais garra?

Não creio que seja uma questão de mais ou menos garra. Este NU3L é o amadurecimento do Emanuel agora com a sua própria estética, autoria e transparência. Logicamente que se influencia e bebe das fontes de variadíssimos artistas e registos musicais. Mas agora é mais individual, mais singular. Acho que finalmente atingi o que sempre sonhei; a revelação total do meu ser artístico enquanto autor dos meus próprios temas.

BeautifulTiger.jpg

 

És um dos poucos artistas que depois de participar num concurso de TV, não vencendo, consegue trazer um trabalho próprio à luz do dia. Como foi este processo?

Doloroso, muito doloroso. Para terem uma ideia, o meu primeiro tema, integrante neste álbum, começou a ser composto há nove anos, estava eu ainda na Operação Triunfo. Nove anos depois foi uma viagem muito difícil e pesada. Muitas desilusões, muita persistência, muita força retirada e conseguida sei lá eu de onde. Muito tempo. Terei de confessar que muito aconteceu por minha própria culpa. Pretendi fazer tudo do meu jeito, teria que ser algo realmente meu, à minha imagem. Daí o ter feito inteiramente sozinho, mas para isso tive que aprender muito, também sozinho. Hoje não me arrependo de nada. Fiz este álbum sem qualquer visão de futuro, sem pretender previamente que fosse um grandioso sucesso ou que conseguisse, com ele, encher casas como o MEO Arena, Coliseus, etc.. Não. Fiz este álbum por necessidade, quase um encontro com a minha própria felicidade; uma realização. Hoje posso dizer que, estou quase a ser um homem inteiramente feliz. (Risos)

 

O que há neste FireTiger? Como o descreves? Onde e em quê te inspiraste? 

FireTiger é um álbum extremamente íntimo. Costumo dizer que, quem estiver atento a ele, conseguirá facilmente perceber e entender o NU3L. FireTiger descreve, de forma não explícita, os meus últimos anos longe dos ecrãs e da imprensa, revelando muito dos meus sonhos, angústias e pesadelos. Este Tigre de Fogo é quase uma personificação do NU3L mais escondido, aquele que tão poucos conhecem efectivamente. Afinal de contas, todos nós temos uma dupla face, não? A minha é a imagem de um tigre em chamas, a minha consciência. (Risos) O mais curioso é que acredito que muita gente se irá identificar com este meu Tigre. A minha maior influência é assumidamente a minha Mãe e todo o grau de emoção que dela retiro e absorvo em mim. Artisticamente sinto-me bastante influenciado por bandas sonoras de filmes e por compositores como Björk, Jay-Jay Johanson, Peter Gabriel, Antony and The Johnsons, Basement Jaxx, entre tantos outros. Mas sim, também adoro ouvir um bom pop comercial e, no meu carro, também "bombam" Beyoncé, Rihanna, Timbaland, Jason Derulo, Chris Brown... (risos)

 

Que tipo de público procurará a tua música?

Para ser o máximo sincero, não faço a mínima ideia (risos). Não é um álbum de registo comercial e de grandes massas. É um trabalho mais alternativo/experimental e que revela muito do que eu próprio procuro na música, embora tenha tido o cuidado de pensar nas maiores influências actuais. A electrónica está presente em todos os temas, assim como instrumentos mais acústicos. Posso assegurar batimentos mais dançáveis assim como sensações mais emotivas, introspectivas e de pura reflexão. Acho que algum dos 14 temas poderá tocar a qualquer pessoa; contando que todos eles são muito distintos entre si. Não sei, até eu estou curioso para ver a recepção do público, não faço ideia do que poderá acontecer.

IMG_2260.JPG

Quem escreveu os temas? Temos canções em inglês e português?

Aqui está a parte da qual mais me orgulho. FireTiger é inteiramente escrito, composto e produzido por mim e teremos 11 temas em inglês e três em português.

 

Manténs uma relação próxima com os fãs. Que histórias podes partilhar?

Seguramente que sim. Como eu costumo dizer, ser artista não é nada de transcendente. É a mesma coisa que ser médico, mecânico ou caixeiro de supermercado. É uma profissão como todas as outras e eu não sou mais nem menos que ninguém. Falo de igual forma com toda a gente, sou bastante acessível e simpático, penso eu (risos). Desde que me possa expressar, criando música, sou a pessoa mais feliz do mundo. Logo, venha quem vier, desde que venha por bem, será certamente bem recebido.

 

Onde te vamos poder ver e ouvir em breve?

Ainda sem data prevista de lançamento do álbum completo, a partir do próximo dia 9 de Junho (dia em que curiosamente completo 30 anos de idade) o meu primeiro single "Beautiful Tiger" estará disponível para download em plataformas digitais como iTunes, Spotify, Apple Music, Google Play, entre outras. Assim como poderá ser ouvido nas rádios, programas de tv e apresentações pontuais em eventos, os quais ainda não consigo revelar com maior precisão. Espero, do fundo do meu coração, que acarinhem este "Belo Tigre" tanto quanto ele gostaria de ser acarinhado por todos vocês. Obrigado a todos os que nunca deixaram de acreditar em mim. Aqui estou eu e não pretendo voltar atrás. Estamos juntos, e esse será o meu maior presente de aniversário!!

 

 

Segue o trabalho do NU3L em: https://www.facebook.com/nueldoliveiraworld/

Créditos das fotos: оитнеЯФК; ArtWork: Marisa Martins; оитнеЯФК

Entrevista de Paulo Monteiro