Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Israel elege árabe cristã como Miss Trans 2016

Miss-Trans-Israel.jpg

Israel realizou o seu primeiro concurso Miss Trans Israel na última sexta-feira, elegendo a jovem árabe católica Tailin Abu Hanna, de 21 anos, como ícone da beleza feminina transexual do país.

 

O certame inseriu-se nas comemorações da semana do Orgulho LGBT de Telavive 2016 e foi realizado no importante Teatro Nacional Habima no centro da cidade. O concurso foi simbólico ao contar com a participação de mulheres judias, cristãs e muçulmanas num país marcado pelos conflitos religiosos e nacionalistas.

Sobre isso, a Miss Trans Israel 2016 deixou à imprensa uma mensagem de esperança num futuro de paz para Israel: “O nosso país permitiu-me a mim, uma árabe cristã de Nazaré, terminar a guerra entre a minha alma e o meu corpo. Por isso, se fez a paz para mim, o nosso país só pode ser um país de paz.”

Ao vencer o concurso, Tailin Abu Hanna irá receber um pacote de cirurgia estética no valor de 13.500 euros assim como a oportunidade de representar Israel no concurso Trans Star International que decorrerá em Setembro em Barcelona.

Israel tem das leis mais avançadas do mundo em termos de direitos das pessoas transexuais. A cantora transexual israelita Dana International foi seleccionada para representar o país no Festival Eurovisão da Canção em 1998 tendo sido a vencedora da final internacional. Desde então que Dana International tem estatuto de pop star em Israel, com recordes de vendas e prestações como júri de programas de talentos na televisão israelita, constituindo-se como o ícone transsexual de Israel. Em 2011 Dana International foi novamente seleccionada – desta vez por voto directo do público israelita – para representar o país no Festival Eurovisão da Canção, tendo contudo falhado o apuramento para a final do concurso.

A marcha do Orgulho de Telavive 2016 realizar-se-á esta sexta-feira, dia 3 de Junho, esperando-se cerca de 200 mil pessoas, por entre israelitas e turistas estrangeiros, o que faz dela a maior marcha do Orgulho LGBT do continente asiático.
 
Romeu Monteiro