Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Marcha de Braga contra “Cidade do Silêncio”

BFA2.jpg

 

O colectivo Braga Fora do Armário (BFA) organiza este Sábado, 2 de Junho, às 16h30, a VI Marcha pelos Direitos LGBTI+. Subordinada ao lema “Cidade do Silêncio: chega de invisibilidades, basta de violências!”, a marcha chama a atenção contra a "atitude silenciadora e invisibilizadora" da população LGBTI  na cidade de Braga e no país. 

 

“Marchamos nas ruas porque nelas fomos escorraçados, espancados, presos, julgados, vistos como doentes e executados ao longo de séculos de História. Em ruas de muitos países ainda o somos”, referem os promotores da Marcha, destacando que o “suicídio ainda continua a ser muito prevalente entre pessoas LGBTI+ que se sentem isoladas”. “Os direitos são frutos das nossas lutas diárias e da nossa afirmação. Continuaremos a afirmar as nossas identidades, a denunciar publicamente todas as formas de preconceito, a lutar por direitos ainda não conquistados e exigir medidas governamentais para uma maior consciência pública”, indicam.

A marcha começa no Arco da Porta Nova. Passa pela rua do Souto, Praça do Município, jardim de Santa Bárbara, terminando o percurso na Praça da República, onde será lido o Manifesto.

O BFA surgiu em 2013, depois da realização da I Marcha pelos Direitos LGBT, que juntou cerca de 300 pessoas. Desde então, tem vindo a realizar várias actividades na cidade e na região.