Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Marcha de Coimbra vai alertar para a violência contra pessoas LGBT

Marcha Coimbra Gay.jpg

Combater os episódios de violência com motivação homofóbica ou transfóbica que recentemente foram notícia em Portugal é a mensagem que a organização da 6ª Marcha Contra a Homofobia e Transfobia de Coimbra quer passar já a 17 de Maio.

 

Este ano a luta contra a violência homofóbica e transfóbica é o lema marcha de Coimbra conforme explica a organização: “Consideramos que se tornou um tema bastante pertinente tendo em conta o aumento de ataques deste teor ao longo do ano de 2014, em várias zonas do país.” Fonte da organização refere ao dezanove.pt o recente caso do ataque na Baixa de Lisboa, na véspera do 25 de Abril; o acosso vivido por um jovem madeirense, obrigado a mudar de escola constantemente; o ataque de um taxista a Sara Vasconcelos, no Porto. As organizações que levaram a cabo a 6ª marcha contra a homofobia e transfobia apontam estes casos como ”razões para repensarmos este tema e voltar a exigir o direito a uma identidade, à segurança e ao respeito.”

Os manifestantes irão percorrer as ruas de Coimbra a 17 de Maio, considerado o Dia Internacional de Luta contra a Homofobia e Transfobia.

A marcha está a cargo da PATH (Plataforma Anti Transfobia e Homofobia), que é composta por seis organizações: Amnistia Internacional, Caleidoscópio LGBT, não te prives - grupo de defesa dos direitos sexuais, Panteras Rosa, Umar Coimbra e Secção de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH/AAC).

 

Procura-se designer 

A organização da marcha faz saber que procura um designer para elaborar o cartaz do evento e que será usado para afixação em locais estratégicos e nas redes sociais. Os interessados poderão aceder ao regulamento aqui.