Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Mykki Blanco vai gravar nos Açores

mykki_blanco.jpg

O rapper Mykki Blanco é um dos artistas convidados para actuar no Festival Tremor, em São Miguel, nos Açores.

A quinta edição do Tremor traz ainda nomes como Mal Devisa, projecto a solo de Deja Carr, neta do músico de jazz nova-iorquino Bruno Carr, Miss Red e Baby Dee, Aïsha Devi e Emile Barret entre muitos outros daquele que é o festival de música no centro do Atlântico. O Tremor regressa ao arquipélago açoriano entre os dias 20 e 24 de Março, novamente com uma rota de actividades culturais que prometem um diálogo contínuo e diverso com a paisagem.

Quando, em 2010, Quattlebaum lançava os seus No Fear, projecto ligado ao punk industrial, poucos conseguiriam prever que, anos depois, se assumiria como uma das figuras líderes do que o próprio apelida de “riot grrrl rap”. De um vídeo à liderança de um movimento catalogado mediaticamente como queer hip hop, o espaço que Mykki Blanco conquistou é terra fértil no questionamento do universo simbólico de um género marcado por ideias de machismo e violência. Polémico, provocador e inesperado, rapper, artista e performer, Mykki é sinónimo de transgressão no desafio aos temas e às imagens do rap como o conhecemos, trazendo-lhe novos contornos sonoramente mais próximos da electrónica e rebatendo preconceitos e conceitos de identidade. Nesta estreia em território açoriano, Mykki fará uma residência de criação que servirá para compor alguns dos temas do próximo disco.

Os bilhetes do Festival Tremor estão à venda na bilheteira online, FNAC, Worten e nos locais habituais por 35 euros. Acede ao cartaz completo aqui: http://www.tremor-pdl.com/pt/