Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O beijo que desafiou neonazis em Madrid

beijomadrid.jpg

No sábado passado, 21 de Maio, decorreu no centro de Madrid uma manifestação de um grupo auto denominado neonazi e neofascista. Marcaram presença mais de um milhar de pessoas vindas de toda a Espanha. No final da manifestação, no ponto de encontro, dois rapazes deram um caloroso beijo na boca, desafiando os manifestantes que não se coibiram de os insultar.

O beijo ocorreu quando se fazia sentir uma grande tensão entre os manifestantes do grupo de extrema direita Hogar Social Madrid e os moradores do bairro vizinho de Malasaña. Os jovens beijaram-se de forma simbólica para mostrar o seu "repúdio" face à concentração, onde se gritavam vivas ao ditador Francisco Franco e "espanhóis sim, refugiados não".
Segundo o que contaram ao jornal El Español, David Fernández e Gregor Eistert, deram o beijo em protesto contra o que estavam a presenciar. Contaram que o beijo surgiu “de forma totalmente espontânea, fruto da raiva”, depois de uma manifestante lhes ter chamado “maricas e sidosos” quando, de mãos dadas, observavam a chegada da manifestação à Praça 2 de Maio.

1 comentário

Comentar