Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Dark Horses fazem história na Bingham Cup

Dark Horses Bingham Cup.jpeg

Decorreu no passado fim-de-semana, na cidade de Nashville, nos EUA, a oitava edição da Bingham Cup. Este torneio, que se constitui como uma das maiores competições de rugby do mundo, recebeu, entre os 1300 jogadores vindos dos quatro cantos do globo, a participação dos Dark Horses, que jogaram integrados numa equipa com jogadores de várias nacionalidades.

A equipa mista (em que a maioria dos jogadores era dos Dark Horses) foi denominada "World Barbarians/Lisbon Dark Horses (WB/DH) e foi incluída no grupo A, onde se encontravam as 16 equipas mais fortes de entre as 48 participantes nesta competição.

Na fase de grupos, os WB/DH venceram o primeiro e o terceiro jogo, tendo perdido o segundo jogo para os Sidney Convicts, vencedores das três últimas edições da Bingham Cup.
Na segunda fase do torneio, as equipas disputam jogos a eliminar, sendo distribuídas consoante a performance na fase de grupos, tendo os WB/DH sido colocados a disputar a competição Bowl. No primeiro jogo, o adversário foi a equipa americana dos Boston Ironsides, que apesar de jogar praticamente em casa, acabou derrotada pela equipa dos WB/DH por 29-0.
No último dia de competição, jogavam-se os acessos às meias-finais e as finais e foi a oportunidade dos jogadores portugueses reencontrarem um adversário já conhecido: a equipa irlandesa dos Emerald Warriors, que viram o sonho de chegar à final esfumar-se rapidamente, acabando derrotados pelos WB/DH por um parcial de 28-5.

Dark Horses Bingham Cup 2.jpeg

No palco da final, deu-se um novo reencontro: o adversário eram os londrinos Kings Kross Steelers. Debaixo de um calor abrasador, a equipa inglesa começou o jogo em alta rotação e marcou um ensaio nos primeiros segundos. Foi preciso manter a calma e a concentração para poder dar início à recuperação, embora ao intervalo o resultado de 6-5 fosse o retrato do equilíbrio demonstrado até ali pelas duas equipas. Na segunda parte, a história foi completamente diferente: cabia à equipa inglesa a responsabilidade de virar o resultado que lhe era desfavorável, mas o que aconteceu foi o avolumar da diferença pontual. No final do jogo, com uma inesperada vitória por 24-5 e apesar de exaustos, era visível a emoção no rosto dos jogadores portugueses, que acabavam de garantir a Bingham Bowl e o primeiro troféu num campeonato do mundo. 

Depois de Manchester em 2012 e de Sidney em 2014 (onde até deram um bigode nas notícias australianas), esta foi a terceira participação dos Dark Horses nesta competição. A próxima edição será em 2018, em local a decidir pelas mais de 60 equipas filiadas na IGR, tendo sido apresentadas quatro candidaturas: Amesterdão, Edimburgo, Londres e Toronto. 
Os vencedores das competições em disputa, por ordem de importância, foram os seguintes:
- Bingham Cup: Melbourne Chargers
- Bingham Plate: New York Gotham Knights
- Bingham Bowl: World Barbarians/Dark Horses
- Bingham Shield: Washington Renegades B  

Dark Horses Bingham Cup 3.png

Este torneio visa honrar a memória de Mark Kendall Bingham, jogador de rugby, co-fundador das equipas de rugby San Francisco Fog e New York Gotham Knights, e que foi um dos elementos que terá enfrentado os terroristas a bordo do voo 93 da United a 11 de Setembro de 2001, fazendo com que este se despenhasse na Pensilvânia antes de atingir o alvo dos terroristas (pensa-se que o objectivo fosse atingir o Capitólio).

O próximo grande evento desportivo onde os Dark Horses se farão representar é o Pitch Beach, organizado pela associação Boys Just Wanna Have Fun, entre 14 a 16 de Julho, na região da Grande Lisboa.

 

Fonte: Dark Horses 
 

1 comentário

Comentar