Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Os filmes LGBT do FESTin 2018 (com vídeos)

FESTIN 2018.jpg

Tem início esta semana mais uma edição do FESTin, Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa. A festa decorre de 27 de Fevereiro a 6 de Março. Ao Cinema São Jorge junta-se o Instituto Cervantes. Na mostra serão apresentadas obras vindas da Berlinale, Festival de Cinema de Berlim, e do GUIÕES, Festival do Roteiro de Língua Portuguesa. Como vem sendo habitual existem filmes LGBTI que irão ser apresentados no festival. A saber:

 

 

“Diamante, O Bailarina” (2016, Brasil) de Pedro Jorge

Voe como uma borboleta, ferroe como uma abelha. Diamante (Sidney Santiago) ganha fama no boxe pelo seu domínio corporal e pelos seus golpes, que lembram uma dança no ringue e rendem-lhe o apelido de "O Bailarina". O que poucos sabem é que, à noite, ele dança num clube LGBT como a glamourosa drag queen Sahara Diamante. Ao longo da sua jornada, tem que lidar com um treinador preconceituoso, que quer impedi-lo de competir num importante torneio.

27 de Fevereiro, terça-feira, 18h30; Sala 3, Cinema São Jorge, Competição de Curtas 1

 

 

“Como Nossos Pais” (2017, Brasil) de Laís Bodanzky

A perfeição não existe na vida de ninguém e nem na de Rosa (Maria Ribeiro). Uma heroína dos tempos modernos, que após uma revelação da sua mãe a sua vida muda por completo. É essencialmente uma película no feminino, com personagens femininas fortes e uma realização poderosa. É este o filme de abertura do FESTin, estreou no Festival de Berlim e tem feito sucesso pelos festivais de cinema por onde tem passado. Na sessão de abertura a realizadora marcará presença.

27 de Fevereiro, terça-feira, 21h30; Sala Manoel de Oliveira, Cinema São Jorge, Filme de Abertura

 

“A Gis” (2016, Brasil) de Thiago Carvalhaes

Gisberta, mulher transexual brasileira, vivia em Portugal. Há doze anos foi brutalmente assassinada e desde então tornou-se símbolo da luta por direitos das pessoas transexuais. Este documentário constrói o retrato de uma mulher despedaçada pela indiferença.

O documentário estreou no Brasil no final do ano de 2016 e fez parte integrante da competição In My Shorts do Queer Lisboa 21, em 2017. Volta a estar em competição na 9.ª edição do FESTin.

1 de Março, quinta-feira, 18h; Sala 3, Cinema São Jorge; Competição de Curtas 3.

 

 

“Querida Mamãe” (2017, Brasil) de Jeremias Moreira

Helô (Letícia Sabatella) tem uma relação conturbada com a sua mãe, Ruth (Selma Egrei), além de estar presa num casamento infeliz. Tudo muda quando ela conhece Leda (Cláudia Missura), por quem se apaixona e começa um empolgante romance. A nova relação não é bem aceite nem pela sua família e muito menos por Ruth, o que potencia o atrito entre as duas.

A película é baseada na peça de teatro escrita por Maria Adelaide Amaral com o mesmo nome e será exibida no Festival como parte da “Mostra Brasil”.

4 de Março, Domingo, 17h; Sala Manoel de Oliveira, Cinema São Jorge; Mostra Brasil.

Trailer: https://vimeo.com/235382634/b0d843e62b

 

O dezanove tem 10 convites duplos para sortear para o filme "Querida Mamãe". Vê no nosso Facebook como ganhar o teu convite: https://www.facebook.com/dezanove

 

Luís Veríssimo