Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Papa pede respeito pelas famílias “irregulares” e alerta que o casamento é apenas heterossexual

papa-francisco.jpg

Durante uma celebração apostólica esta sexta-feira, o Papa pediu que sejam evitadas posturas rígidas face às "familiares irregulares", como o caso dos divorciados que voltam a casar. O Papa defendeu o respeito e a não discriminação dos homossexuais, mas pede que não haja pressões o casamento lhes seja concedido dado que apenas o casamento heterossexual é “pleno”.

O Papa Francisco defendeu o respeito e a não-discriminação dos homossexuais, mas explicou que o seu tipo de uniões não podem ser consideradas como casamentos. O Sumo Pontítice condenou ainda as pressões de organismos que procuram legalizar o matrimónio homossexual: "É inaceitável que as igrejas locais sofram pressões nesta matéria e que os organismos internacionais condicionem a ajuda financeira aos países pobres com a introdução de leis para instituir o 'casamento' entre pessoas do mesmo sexo".

O Papa defende que "todas as pessoas, independentemente da orientação sexual, devem respeitadas na sua dignidade e acolhidas com respeito, procurando evitar 'qualquer sinal de discriminação injusta' e particularmente qualquer forma de agressão e violência", mas também sublinha que "só a união exclusiva e indissolúvel entre um homem e uma mulher cumpre uma função social plena”.

O Papa Francisco exortou ainda a que os divorciados sejam readmitidos nos sacramentos e não se sintam “excomungados' e reconheceu o valor de algumas uniões livres ou casamento pelo civil estáveis.

 

1 comentário

Comentar