Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Ronin, 12 anos, vítima de bullying, comete suicídio

ronin 2.jpg

Ronin Shimizu tinha 12 anos e era uma criança como as outras, em Folsom, na Califórnia (EUA), mas a opressão homofóbica que vivia terá sido o principal motivo pelo qual pôr fim à própria vida.

Por ser o único rapaz membro de claque na sua escola, Folsom Middle School, Ronin tornou-se alvo de bullying constante. Ronin era insultado e perseguido frequentes vezes: “Ouvia as pessoas a chamar-lhe todo o tipo de nomes por ele ser cheerleader”, afirma um dos colegas aos repórteres que fizeram cobertura do caso.

Os pais de Ronin queixaram-se várias vezes à escola, mas os assédios continuaram. O rapaz já havia tomado a opção de deixar a escola para ficar em casa.

Vigílias perto da sua casa foram feitas por amigos e colegas de escola, e a comunidade acamédica fez saber da sua consternação. “Ele sempre foi um optimista, não ligando ao que os outros diziam”. “Sempre foi bem-disposto e feliz”, relembraram os amigos reunidos na vigília.

Agora, as autoridades policiais afirmam que pretendem rever as diversas queixas que foram recebendo (que já remontam à escola primária) e avaliar a sua conduta perante casos como este.