Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Secret, bullying 2.0 para o século XXI?

Foi lançada para telemóvel no final de Janeiro nos EUA e esta semana no Brasil uma app, a Secret, que está a causar polémica. A aplicação é simples e semelhante a outras que permitem a partilha de conteúdos escritos e fotográficos para uma rede de amigos contudo, esta fá-lo de forma anónima.

O utilizador pode postar uma mensagem com ou sem fundos coloridos ou uma imagem ou uma mensagem com imagem. Os posts são partilhados com a rede de amigos de forma anónima. Se os amigos clicarem gosto/like, os seus amigos também poderão ver os posts e assim sucessivamente, podendo tornar-se virais. A app recolhe ainda informações do conteúdo que os utilizadores têm no telefone, nos e-mails trocados entre os amigos e tudo o que têm no seu Facebook.

A Secret foi criada por David Mark Byttow, que trabalha actualmente na app com Chrys Bader-Wechselerdois, ambos antigos funcionários da Google. Segundo a descrição da aplicação no Google Play, loja para Android, esta é “uma nova maneira de partilhar o que está a pensar e a sentir (…) Escreva tudo o que tiver em mente, livre de julgamentos. Seja honesto. Seja aberto. Seja você mesmo.”. Segundo o criador a app tem o propósito de “cultivar a honestidade, permitindo que as pessoas se expressem livremente (…) Protegendo-se da necessidade de se censurarem a si mesmas...”.

A polémica está instalada, pois alguns utilizadores estão a usar a aplicação para enviarem mensagens pouco simpáticas e nada lisonjeiras, destrutivas e carregadas de ódio. O anonimato permite que a pessoa partilhe segredos ainda mais obscuros dos seus “amigos”.

A partilha de rumores, cusquices, fofocas e ofensas já é bastante comum. O caso mais conhecido foi o do rumor da separação da actriz Gwyneth Paltrow do músico dos Coldplay Chris Martin ter sido lançado primeiro na Secret antes dos sites especializados terem dado a notícia do fim efectivo do casamento do casal. Os assuntos mais comentados do momento na aplicação são a faixa de Gaza, a aplicação Uber, encontros amorosos, entre outros.

Com o lançamento da aplicação esta semana no Brasil algumas pessoas, entre os quais psicólogos e activistas LGBT, vieram insurgir-se contra a aplicação. Defendem que a app promove o bullying duma forma mais refinada e agressiva entre os seus utilizadores, visto que não dão a cara quando ofendem.

Será a Secret uma forma de bullying 2.0 para o séc. XXI?

 

A app está disponível de forma gratuita para iOS e Android nas respectivas lojas on-line.

 

Luís Veríssimo

2 comentários

Comentar