Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Os Direitos das pessoas LGBTI estiveram em debate na Web Summit (com vídeo)

web summit.jpg

Quatro especialistas em Direitos LGBTI estiveram presentes no painel “Emancipação ou assimilação: Os Direitos LGBT no mundo” esta quarta-feira na Web Summit.

Estive no Pride do Uganda. A luta continua

Matt Beard All Out.png

Enquanto esperava pelo táxi no Aeroporto de Entebbe, enchi o peito de orgulho e esperança pela Marcha do Orgulho LGBT 2017 de Uganda. Nos próximos dias, finalmente, as pessoas LGBT iriam reunir-se numa série de eventos para celebrar o espírito de comunidade, diversidade e orgulho. Momentos assim são raros e preciosos no Uganda. As pessoas LGBT têm pouquíssimas oportunidades, quando muito, de sentir a força de uma acção comum. A Marcha do Orgulho é um combustível para activistas que enfrentam todas as adversidades para lutar pelos seus direitos.

 

 

Maioria quer marcas, empresas e trabalhadores nas Marchas do Orgulho LGBTI

Inquérito_Marcas_Marcha.png


A presença de marcas e empresas foi muito debatida na última marcha do Orgulho LGBT de Lisboa, após um grupo de trabalhadores do banco BNP Paribas ter estado na marcha envergando t-shirts alusivas à instituição bancária. O debate dividiu as organizações LGBT.

Secretária de Estado da Igualdade apela: "Saiam do armário" (com vídeo)

Catarina Marcelino Arraial Pride.JPG

Para além da festa, a noite do Arraial Pride fica também marcada por um momento político. Em cima do palco esteve a Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, o Presidente da Câmara de Lisboa e dois presidentes de junta do concelho de Lisboa.

As fotos da Marcha do Orgulho LGBT de Lisboa 2017

2017 Marcha LGBT Lisboa_17Jun17_Dezanovept_LCC027.

Sob um sol escaldante milhares de pessoas marcharam do Príncipe Real à Ribeira das Naus nesta tarde de Sábado. Horas antes tinha sido inaugurado no Jardim do Príncipe Real o primeiro monumento em memória das vítimas de intolerância homofóbica e transfóbica do nosso país.

Pela primeira vez Trás-os-Montes acolheu uma Marcha do Orgulho LGBTI (com fotos e vídeos)

 

Marcha Orgulho Vila Real.jpg

Este Sábado, 27 de Maio, Vila Real viu sair à rua reivindicações pelos direitos das pessoas LGBTI e a luta contra a homofobia, lesbofobia, bifobia, transfobia e intersexofobia.

Portuenses abraçam-se contra preconceito (com vídeo)

Abraços grátis.jpg

Neste 17 de Maio, Dia Nacional e Internacional de Luta contra a Homofobia e Transfobia várias pessoas estiveram na rua de Santa Catarina no Porto a distribuir abraços contra a discriminação com base na orientação sexual e identidade de género.

Estátua em memória das vítimas da homofobia descerrada a 17 de Junho (actualizada)

António Serzedelo.jpg

A notícia tinha sido avançada em primeira mão pelo dezanove em 2016. Em 2017 torna-se realidade: as vítimas da homofobia terão uma escultura de homenagem no Príncipe Real, em Lisboa.

Vítor Silva: “Todas as conquistas das últimas décadas foram conseguidas à custa do activismo LGBTI”

rede ex aequo 2017.jpg

Queríamos que a primeira entrevista do ano no dezanove fosse feita com os olhos voltados para o futuro. Nada que melhor do que o fazer com a rede ex aequo - associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, trans, intersexo e apoiantes. A única associação de jovens LGBTI de Portugal completa este ano 14 anos de existência e, apesar dos avanços na lei, continua a receber pedidos de apoio ao mesmo tempo que sente a necessidade de se reinventar e aos seus projectos base.

Fomos falar com Vítor Silva, o recém-eleito presidente desta associação de jovens, para saber das novidades que se avizinham, como as referências o concerto solidário e o acampamento internacional para jovens LGBTI, e as apostas que são para manter. Pelo meio ficamos a conhecer a nova Direcção e os apelos que são feitos a quem ler esta entrevista.