Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Nasce primeira casa abrigo para pessoas LGBT em Portugal

Matosinhos.jpg

Situa-se em Matosinhos e vai ser gerida pela Associação Plano i (APi). A primeira casa-abrigo do país para pessoas LGBTI vítimas de violência doméstica chama-se Casa Arco-Íris e propõe assegurar o acolhimento urgente e de curta duração a vítimas de violência doméstica LGBTI, acompanhadas ou não de filhos menores ou maiores dependentes, em virtude de questões de segurança e/ou de iminente risco de revitimização" fez saber a associação LGBTI numa nota dirigida à imprensa.

 

 

Um duro retrato da violência no namoro em Portugal

silencio.JPG

O Observatório da Violência no Namoro (ObVN) está a comemorar o primeiro ano. Em 12 meses de funcionamento, esta plataforma de denúncia informal de situações de violência no namoro vividas directamente ou testemunhadas por terceiros registou 151 denúncias.

 

 

 

 

 

Marcha pelos Direitos LGBT de Braga a 2 de Junho

dezanove.jpg

A Marcha pelos Direitos LGBT de Braga volta a decorrer no primeiro Sábado do mês de Junho. Assim, este ano irá decorrer a 2 de Junho, apurou o dezanove

 

Agenda para o 17 de Maio (e dias seguintes)

pjimage (28).jpg

 

Desde 2005, a 17 de Maio, celebra-se o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, assinalando a data em que a Organização Mundial de Saúde removeu a homossexualidade da sua lista de doenças mentais em 1990. Em 2015 o 17 de Maio foi institucionalizado em Portugal também como Dia Nacional. Aqui fica a lista de eventos previstos para o nosso país.

 

 

Três associações LGBT vão receber 37 mil euros do Estado para apoiar vítimas de violência

Foto de Anna Escobar

Associação Plano i, Casa Qui e ILGA Portugal vão receber apoio financeiro da Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade para apoiar as vítimas de violência, de crimes de ódio, de bullying ou de discriminação. A verba é proveniente da percentagem de exploração de jogos sociais que destina às áreas da juventude e do desporto, da cultura e da igualdade de género.