Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Isilda Pegado pode voltar ao Parlamento

Isilda Pegado.jpeg

Uma das principais vozes que se tem batido pela revogação da lei do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal poderá voltar ao Parlamento. Isilda Pegado pode vir integrar a lista final de candidatos a deputados da coligação do PSD/CDS-PP.

O que pensa a Associação dos Psicólogos Católicos sobre a co-adopção? (com vídeo)

 

A Associação dos Psicólogos Católicos, com o apoio da Federação Portuguesa pela Vida, realizou uma conferência, no colégio de S. Tomás, em Lisboa sobre os projecto de co-adopção por casais de pessoas do mesmo sexo. A apresentação foi mediada por Maria José Vilaça, presidente da Associação de Psicólogos Católicos, que introduziu o debate com um objectivo de explicar “muito bem as consequências desta antropologia alternativa na nossa sociedade”.

Petição: Discussão sobre casamento e lei da identidade de género regressa ao Parlamento

A petição Defender o Futuro vai ser debatida esta quinta-feira na Assembleia da República. Mais de cinco mil pessoas assinaram esta petição contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a interrupção voluntária da gravidez e a lei que permite a mudança de sexo às pessoas transgéneras, entre outras leis que foram aprovadas nos últimos seis anos.

 

Isilda Pegado organiza vigília contra a co-adopção em frente ao Parlamento

Foi marcada para 23 de Julho, a partir das 21h, a vigília “Pelo Direito a uma mãe e a um pai”, que exige o chumbo da Lei da co-adopção. O protesto, em frente à Assembleia da República, é promovido pela Comissão Nacional Pró Referendo-Vida. No dia seguinte a lei será votada no Parlamento.

Isilda Pegado lança petição para rever as “leis fracturantes de Sócrates”

A presidente da Federação Portuguesa pela Vida (FPV) vai lançar uma petição para que sejam revistas as chamadas "leis fracturantes" aprovadas nos últimos anos pelos ex-governos de José Sócrates.