Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Sou médico e sou homossexual

 

bruno maia.jpeg

 

Sou médico e sou homossexual. Sempre quis ser médico e sempre me senti homossexual. Cresci com um pai e uma mãe. Maravilhosos, esforçados, dedicados a mim e ao meu irmão mais do que a qualquer outra coisa na vida. Também existiram avós, tios, primos e primas e se alguma coisa toda esta gente me ensinou foi o que era o amor e o que significa ter uma família. Tive a sorte de não conhecer nenhuma das realidades do abuso – o físico, o sexual, a negligência... Enquanto criança brinquei com carrinhos de metal, joguei à bola no recreio da escola, meti-me em lutas com os outros rapazes e explorei os primeiros afectos com as meninas no famoso jogo do “bate-pé”!

 

 

 

Cristina Ferreira: "Em alguns locais [a capa] foi tapada ou escondida para 'não ferir susceptibilidades dos clientes'"

Cristina Ferreira.jpg

As capas da revista Cristina foram o assunto dominante em Portugal nas últimas 24 horas. Cristina Ferreira explica ao dezanove.pt o que a motivou a avançar com a publicação destas capas agora.

 

Pela primeira vez Trás-os-Montes acolheu uma Marcha do Orgulho LGBTI (com fotos e vídeos)

 

Marcha Orgulho Vila Real.jpg

Este Sábado, 27 de Maio, Vila Real viu sair à rua reivindicações pelos direitos das pessoas LGBTI e a luta contra a homofobia, lesbofobia, bifobia, transfobia e intersexofobia.

Alunos em protesto contra a lesbofobia em Vagos podem levar processo disciplinar (com vídeos)

 Protesto Homofobia Vagos.jpg

As escadas e corredores de um dos edifícios da Escola Secundária de Vagos (ESV), no distrito de Aveiro, encheram-se esta terça-feira de alunos que se insurgiram contra o preconceito de que um casal de namoradas terá sido alvo naquele estabelecimento de ensino. 

Ataque homofóbico em Lisboa

Ataque homofóbico em Lx.jpg

Para Dária, Daniel e mais um amigo a noite do último Sábado não correu como planeado. Após sairem de uma festa LGBT-friendly, já em plena rua e por volta das 06h30 da manhã começaram a ouvir "bocas": "Olha os paneleiros, com uma miúda, vão se todos enrabar com amiga!". Era o princípio de mais um ataque homofóbico.

Estátua em memória das vítimas da homofobia descerrada a 17 de Junho (actualizada)

António Serzedelo.jpg

A notícia tinha sido avançada em primeira mão pelo dezanove em 2016. Em 2017 torna-se realidade: as vítimas da homofobia terão uma escultura de homenagem no Príncipe Real, em Lisboa.

Quando foi comigo, o paneleiro

Leonardo Rodrigues.jpeg

Existem dias em que com muita esperança, talvez presunção, penso "já passou", que, enquanto adulto, está tudo bem, que não voltarei a sentir isolamento, que não vou olhar o mundo e pensar que está contra mim e que já fiz o percurso que tinha de ser feito. Está mais perto, mas sair do armário, como lhe chamam, faz apenas parte do início da caminhada.

 

 

Opinião: “Tenho de morrer para que se reconheça?”

opiniao_hugo bastos.png

Recentemente, assisti a um documentário sobre um crime homofóbico que aconteceu nos anos 90: “Matt Shepard is a friend of mine”; um rapaz de 21 anos que foi espancado por dois rapazes ligeiramente mais velhos, de forma brutal, acabando por sucumbir às mazelas dias depois, e morrer.