Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Os melhores de 2017 (e algumas desilusões)

 

PREMIOS DEZANOVE 2017.png

Pelo oitavo ano consecutivo voltamos a premiar os melhores, mas também não nos esquecemos dos piores do ano. Distinguimos as personalidades e acontecimentos que marcaram o panorama LGBTI ao longo de 2017, depois de termos analisado mais de 400 artigos escritos nos últimos 12 meses.  

Fica a conhecer os vencedores dos prémios LGBTI mais completos do país:

 

Festival da Canção RTP será disputado por 26

 

rtp.jpg

O entusiasmo em torno do festival e a quantidade de candidaturas submetidas através do concurso aberto a submissões levaram a que, das 20 canções originalmente pensadas para concorrer ao Festival da Canção 2018, seis mais se tenham juntado ao lote. Desta forma, anunciou a RTP, serão 26 os autores a apresentarem músicas.

 

Presença de trabalhadores do BNP Paribas na Marcha divide organizações LGBT

 image1 (4).JPG

Pelo menos duas associações aproveitaram o momento dos discursos para deixarem claro que estavam contra a presença do BNP Paribas na Marcha do Orgulho LGBTI de Lisboa. Esta foi a primeira vez que um grupo de pessoas ligadas a uma empresa privada desfilou na marcha.

Estátua em memória das vítimas da homofobia descerrada a 17 de Junho (actualizada)

António Serzedelo.jpg

A notícia tinha sido avançada em primeira mão pelo dezanove em 2016. Em 2017 torna-se realidade: as vítimas da homofobia terão uma escultura de homenagem no Príncipe Real, em Lisboa.

Os melhores de 2016 (e algumas desilusões)

PREMIOS 2016 copy.jpg

Os prémios LGBT mais completos do país estão de volta. Temos distinções para todos, até para os piores. Aqui fica o resumo do ano que agora termina, em mais uma edição dos Prémios dezanove. São estes os vencedores:

À 17ª edição, foram estas as reivindicações no Orgulho LGBTI de Lisboa (com vídeo)

Marcha_LGBT2016_Panorama Palco.jpg

É uma das marchas reivindicativas portuguesas com mais organizações presentes. Nem todas estas associações e colectivos dirigem o seu trabalho primordial junto de pessoas LGBTI, mas são unânimes na luta contra a discriminação e na defesa da igualdade. A marcha mais colorida da capital do país contou este ano com 21 organizações e ainda um colectivo recente que levou uma das maiores ovações da tarde: Colectivo de Mulheres Negras Lésbicas de Lisboa - Zanele Muholi (artigo em construção).

 

Representante do Governo e vários políticos foram à Marcha do Orgulho LGBTI (com vídeo)

Embaixadora de Israel, Embaixador dos EUA, Secretária de Estado da Igualdade, Embaixador da Áustria

Qualquer Marcha do Orgulho LBTI é um posicionamento político (mais ou menos declarado). Este ano na Marcha de Lisboa não faltaram políticos. 

Destaque para Catarina Marcelino, Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, que, de forma inédita, marcou presença em representação do Governo e para Robert A. Sherman, Embaixador dos EUA em Portugal. Mas vários outros políticos marcaram presença. O dezanove.pt captou o que de mais importante se disse durante a tarde de Sábado:

Lisboa poderá ter um Memorial de homenagem às vítimas LGBT durante o fascismo

António Serzedelo, presidente da Opus Gay e vereador suplente da Câmara Municipal de Lisboa, propôs na última semana ao Gabinete de Assuntos Sociais a edificação de um Memorial no Jardim do Príncipe Real dedicado a todas as pessoas LGBT que foram vítimas dos processos fascistas, vilipendiados, perseguidos e presos. 

Bandeira do arco-íris na CML: hasteada, desaparecida, reaparecida

BandeiraLGBTI_CML.jpg

A bandeira do arco-íris, que foi hasteada de forma inédita pela primeira vez num edifício público em Portugal, desapareceu poucas horas depois da varanda dos Paços do Concelho da Câmara Municipal Lisboa sem razão aparente. As fotos da bandeira hasteada multiplicaram-se durante todo o dia de ontem, 17 de Maio, nas redes sociais.

Casa cheia na entrega dos Prémios Arco-Íris

arco iris.jpg

O Teatro do Bairro (Lisboa) voltou a encher-se este Sábado à noite para mais uma entrega dos Prémios Arco-Íris promovidos pela ILGA Portugal. Entre os presentes estavam, entre outros, as deputadas Mariana Mortágua (BE) e Isabel Moreira (PS). Os vencedores tinham já sido divulgados semanas antes.