Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Governo, PAN e Bloco querem lei de autodeterminação de género em 2017

Foto de Horta do Rosário

O PAN anunciou que irá avançar ainda esta semana com uma iniciativa legislativa que visa garantir a autonomia e a autodeterminação das pessoas trans. A proposta do partido Pessoas Animais Natureza pretende facilitar o reconhecimento legal da identidade destes cidadãos.

 

 

“Gostaria de ter sido uma menina. Nasci um menino” (com vídeo)

Kiki Pais de Sousa - Já Melhorou.JPG

A frase pertence a Kiki Pais de Sousa, uma mulher transexual portuguesa. 

Num testemunho em vídeo, Kiki aborda a sua infância, o bullying de que foi vítima, a sua carreira como modelo andrógino, a relação com a família e por que decidiu realizar a cirurgia de retribuição sexual.

 

Cavaco Silva, o Presidente da República que vetou duas grandes conquistas dos direitos LGBT e que era contra a palavra “casamento”

cavaco_silva_large1.jpg

Os diplomas que permitiram o acesso de casais de pessoas do mesmo sexo ao casamento e à adopção, a par da Lei de Identidade de Género, foram alvo de críticas de Cavaco Silva. Em fim de mandato na Presidência da República, recordamos cinco momentos ligados a direitos LGBT e a frase que quebrou, irremediavelmente, os laços de confiança com a população. 

 

 

Abel Matos Santos: “Lei permite que uma pessoa mude de sexo as vezes que quiser. Na Primavera pode ser Maria, no Outono pode ser José”

No programa das manhãs da TVI apresentado por Manuel Luís Goucha estão a ser realizados uma série de debates semanais sobre as consideradas "leis fracturantes", alvo de uma petição já entregue na Assembleia da República com vista à sua alteração ou revogação. 

Carla Antonelli: "Temos todos de lutar pela nossa igualdade e pela dos outros"

Carla Delgado, conhecida por Carla Antonelli, a primeira deputada transexual de Espanha, actriz e activista pelos direitos das pessoas LGBT, estará este Sábado, em Lisboa, para uma tertúlia subordinada ao tema “Políticas Trans: Qual o futuro?

Em entrevista exclusiva ao site de notícias e cultura LGBT, dezanove.pt, Carla Antonelli explica, a partir da sua experiência de vida de cidadã, o que a traz a Portugal, mais concretamente ao Centro LGBT, em Lisboa, este Sábado, 7 de Julho, a partir das 21 horas.

Senado da Argentina aprova Lei de Identidade de Género

A Lei de Identidade de Género foi aprovada pelo Senado da Argentina esta quarta-feira. A lei deverá ser promulgada pela presidente Cristina Kirchner, que já declarou o seu apoio a esta lei à semelhança do que aconteceu com a lei da igualdade no acesso ao casamento.

Identidade de Género: 78 pessoas já mudaram de nome, mas processo continua a ser criticado

A Lei de Identidade de Género entrou em vigor a 15 de Março de 2011 mas continua a ser alvo de críticas. Agora é o colectivo Panteras Rosa que está a acusar o Instituto de Registos e Notariado de dificultar o processo de alteração de nome e sexo nos documentos de identificação. Neste momento, quando é apresentado um requerimento de alteração de sexo é também necessário um relatório que comprove a transexualidade. Desde que a lei entrou em vigor, 78 pessoas mudaram de nome e de sexo.

 

 

Prémios Arco-Íris: Lei de Identidade de Género tem sido enviesada de forma "terrorista" pela Ordem dos Médicos

O acompanhamento da aprovação e entrada em vigor da Lei de Identidade de Género feito pelo jornalista do Jornal de Notícias, Nuno Miguel Ropio, foi distinguido pela ILGA Portugal. O jornalista esteve esta quarta-feira no São Jorge para receber um Prémio Arco-Íris. No seu discurso, Nuno Miguel Ropio teceu considerações à falta de monitorização da Lei de Identidade de Género, sugerindo que fosse supervisionada a nível parlamentar.

 

Aprovada. Vetada. Aprovada. Portugal vai mesmo ter uma Lei de Identidade de Género

Cavaco Silva tem oito dias para promulgar a Lei da Identidade de Género, hoje à tarde  novamente aprovada na Assembleia da República. A lei tinha sido alvo de veto, coincidindo com a campanha presidencial. Como o diploma em causa não sofreu alterações, o Presidente é obrigado a promulgá-lo.