Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Grupo GLAM lança “Troublemaker” (com vídeo)

O grupo de dança GLAM acaba de lançar o seu segundo single trabalho em formato vídeo. O trabalho intitula-se “Troublemaker” e mostra performances do grupo de bailarinos em ambiente de discoteca e estrada.

Gleysson, João e Marco são os membros dos GLAM. Começaram há cerca de ano e meio com a música "S*ck My Heels". Neste momento já estão a trabalhar no álbum.

O nome dele é Tutuboy, Spicy Tutuboy, e vai estar em Lisboa este Sábado

Pink! é o nome das festas sem periodicidade regular e em que o extravagante acontece em algum lugar da capital. A próxima festa é já este Sábado, 13 de Outubro, no centro LGBT (Rua de S. Lázaro, 88) e tem como tema Cockwork Orange.

A Pink! celebra a loucura, tal como adianta o organizador Colin Ginks. O convite da organização é feito em tom cómico: ”Tens um amigo doido varrido que precisa de arejar? Conheces um psicopata tipo Jeffrey Dahmer tesudo que achas que faria muito sucesso numa festa destas? O Rei Ghob foi libertado e está com uma sede do diabo? Directamente para a cabeça da guest list!”

Violência sexista contra lésbica à porta do Plateau em Lisboa

Uma jovem de 18 anos foi brutalmente agredida por dois homens à porta da discoteca Plateau na noite de quarta-feira, por volta das quatro da manhã. Segundo relata o Correio da Manhã, tudo começou quando Ana, a vítima, estava a dançar com a namorada e foi abordada por um homem, com cerca de 30 anos.

 

 

Junta de Freguesia contra bares gay do Príncipe Real e fala em “verdadeiro nojo”

A Junta de Freguesia das Mercês (Lisboa) está contra a "abertura desmedida de bares de animação nocturna de funcionamento duvidoso e reprovável". No boletim informativo distribuído na freguesia que abrange a zona do Príncipe Real, a Junta presidida por Alberto Bento (PS) queixa-se de que "ninguém fiscaliza nada, como é exigível, nomeadamente a enorme concentração de pessoas nas zonas juntas aos estabelecimentos, a venda de bebidas para a rua, a música em volumes que fazem estremecer quem ali vive e que precisa e tem o direito de poder descansar".