Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Gays usados na Ucrânia como argumento anti-UE

Antigamente os ucranianos assustavam-se com a NATO. Hoje em dia assustam-nos com os gays. Oleh Rybachuk, ex-deputado do Parlamento ucraniano e em tempos responsável pelas questões de integração europeia, mostra-se convicto de que estão a assustar o povo ucraniano com o fantasma gay para que estes não desejem aderir à União Europeia. Segundo Oleh Rybachuk, esta iniciativa vem da Rússia.

Nobel da Paz diz que homossexuais devem ficar na última fila do Parlamento ou então fora atrás de um muro

Os homossexuais "devem permanecer sentados na última fila do Parlamento e mesmo fora dele, por detrás de um muro". As palavras são do líder histórico do movimento polaco Solidariedade Lech Walesa. "Eles [os homossexuais] têm de saber que são uma minoria e que têm de se adaptar às coisas mais pequenas", disse numa entrevista ao canal televisão TVN. No parlamento polaco têm assento um activista dos direitos LGBT e a deputada transexual, Anna Grodzka.

Portugueses dizem que há discriminação contra LGBT e não lidam bem em tê-los como políticos

A orientação sexual e a deficiência são os principais motivos para discriminação em Portugal. Os dados são do Eurobarómetro, da União Europeia, que acaba de ser divulgado. Dos portugueses inquiridos, 55% apontou estes dois factores como as razões mais comuns para a discriminação no país. A origem étnica recolhe 53%, enquanto a identidade de género regista 50%. Mais abaixo surgem outros factores: ter mais de 55 anos (48%), a religião (26%) o sexo (25%) ou ter menos de 30 anos (10%).

 

 

Famosos LGBT pedem reeleição de Obama (com vídeo)

É uma verdadeira parada de estrelas LGBT. Sete figuras públicas dos Estados Unidos juntaram-se para apoiar a reeleição de Barack Obama. As celebridades recordam num vídeo que durante o mandato do candidato democrata foram conseguidos vários avanços para a população LGBT.

 

Primeiro candidato gay a presidente do País Basco

Aitor Urresti, 37 anos, professor na Universidade Pública Basca e especialista na área da energia, será o candidato à presidência do governo do País Basco pelo partido Equo. Esta será também a primeira vez que haverá um candidato assumidamente homossexual nesta corrida eleitoral.

Leitores do dezanove.pt arrasam PSD e CDS

Num cenário de eleições antecipadas, PSD e CDS seriam os partidos com assento parlamentar que teriam menos votos. Esta é uma das conclusões do inquérito promovido pelo dezanove.pt em que participaram quase mil leitores. O Bloco de Esquerda surge como o partido que reúne maior intenções de voto (30,2%), segue-se o PS (14,7%) e o PCP/PEV (11,1%). Já o partido de Passos Colheo fica abaixo dos 9% e o CDS não vai além dos 3,1%. Destaque ainda para os quase 16% que garante que votaria em branco, isto é, que não se revê nas actuais forças políticas.

Inquérito: Louçã ajudou a melhorar os direitos LGBT em Portugal

Francisco Louçã está de saída da direcção do Bloco de Esquerda e, segundo um inquérito realizado pelo dezanove.pt, o seu trabalho foi positivo para os direitos LGBT em Portugal. Esta é a opinião de 68,8 por cento dos participantes, contra os 8,45 por cento que não reconhece qualquer contributo do dirigente para as causas LGBT. Já para 11,95 por cento, o seu papel foi "indiferente". Responderam ao inquérito 343 pessoas.

Quando anunciou que pretendia abandonar a direcção do partido, Louçã destacou como vitórias políticas o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a procriação medicamente assistida.