Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como é ser LGBT no Quénia? O Tiago Dias está lá, entrevistou um activista gay e conta-te tudo

Depois dos jantares em casa e da tipirraca no Santo António de Lisboa que ajudaram o Tiago Dias a cumprir o sonho de ir para o Quénia e prestar apoio na área da Saúde, Educação, Enfermagem, HIV e outras temáticas, o jovem relata-nos a sua experiência em África na primeira pessoa:

 

Quase a finalizar a minha quarta semana de voluntariado em Nairobi no Quénia consegui, por fim, uma resposta positiva para uma entrevista com a maior e mais reconhecida associação LGBT queniana. Quis conhecer as dificuldades reais e diárias que as minorias enfrentam em alguns países mais fechados à diferença, e esta entrevista possibilitou-me uma experiência única num mundo desconhecido à população queniana e desvendar a realidade por detrás da legalidade e aproximar-me do ciclo restrito da vida gay em Nairobi.

Uma "tipirraca" neste Santo António para combater o VIH no Quénia

Tiago Dias, 26 anos, é finalista de Ciências Farmacêuticas da Universidade de Lisboa. A vida de estudante cruza-se com o activismo de sensibilização para a temática do VIH. Tiago acredita que "os problemas globais exigem respostas comuns e que o exercício da cidadania não pode acabar no nosso próprio pais, nem esgotar-se no nosso universo de proximidade". Este é o ponto de partida para mais uma acção de Tiago Dias, que neste Santo António vai explorar uma barraca em pleno bairro da Bica, em Lisboa.