Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“Indetectáveis”, as doenças sexualmente transmissíveis em curtas-metragens (com vídeos)

indetectables.jpg

Os dois primeiros capítulos de “Indetectáveis”, a primeira série espanhola de curtas-metragens que aborda a realidade das pessoas com doenças sexualmente transmissíveis, nomeadamente a HIV, foram apresentados no Festival Internacional de Cinema LGBT de Bilbau.

 

Cyberbullying, homofobia e serofobia: “Tive a sensação que ir à polícia foi completamente inútil”

Serofobia.jpg

Recebemos uma denúncia de um caso de serofobia ocorrido o mês passado (Junho de 2016) em Portugal. Respeitando o direito ao anonimato, falamos com esta pessoa que é homossexual e seropositiva - que denominaremos simplesmente de A. - para perceber o que se passou; se a situação de que foi vítima ainda se mantém e, afinal, o que acontece quando se formaliza uma queixa deste tipo.

A. foi vítima de discriminação e insultos na Internet: Um "ódio totalmente injustificável" a que se somaram montagens fotográficas e ameaças. Desalentado A. teve a sensação que ir à polícia foi “completamente inútil”.

 

Poz, a app para encontros positivos

poz5.jpg

A Positive Hugs (Poz) é uma aplicação destinada a encontros entre pessoas portadoras do VIH, independentemente da orientação sexual. Lançada em Março, tem como objectivo ajudar pessoas solteiras e seropositivas a entrarem no mundo dos encontros sem discriminação.

 

“Descobri que tinha VIH aos 18 anos”

Aaron Laxton, um activista VIH/SIDA

Descobriu aos 18 anos que vivia com o VIH. Hoje tem 22 anos e quis partilhar com os leitores do dezanove.pt a sua história. Pedro (vamos chamar-lhe assim, já que este jovem pretende ver a sua identidade preservada) anseia dar voz à sua luta contra o preconceito, contra o estigma e pela prevenção das várias infecções sexualmente transmissíveis (IST) junto da população LGBT+.

O vírus existe diariamente, mas nem sempre as reportagens, artigos ou entrevistas captam tanta atenção como hoje: o Dia Mundial da Luta Contra a SIDA.