Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Orgulho LGBT+: de Stonewall à contemporaneidade brasileira

William Galvão.png

Na madrugada de 28 de junho de 1969, um grupo de policiais de Nova York fez uma rotineira e violenta batida no Stonewall Inn, bar onde a hostilização e abusos policiais eram frequentes. O local reunia gays, lésbicas, bissexuais, pessoas trans, drag queens e outras figuras marginalizadas.

 

 

The Stonewall Inn será o primeiro Monumento Nacional em homenagem aos direitos LGBT (com vídeo)

The Stonewall Inn 1.jpg

A proposta vem directamente do ainda presidente dos EUA, Barack Obama. O mítico edifício da cidade de Nova Iorque irá passar a ser Monumento Nacional, o primeiro que visa homenagear os direitos LGBT.

Portuguesa vítima de ataque lesbofóbico em Londres

Helena Martins - imagem do Facebook

Helena Martins, de 43 anos, ia a caminhar na rua esta quinta-feira à noite quando foi atacada por um jovem na casa dos 20 anos. Helena levava uma gravata posta e foi com ela que o jovem a tentou estrangular. Helena, que padece de surdez, levou ainda vários socos, ficando com arranhões na cara e com um olho pisado.

Stonewall, o filme que pretende explicar o Orgulho LGBT, estreia em Setembro nos EUA (trailer)

Stonewall Movie.jpg

Para todos os movimentos e para todas as injustiças há um momento que muda a história. Na noite de 28 de Junho de 1969, no bar Stonewall Inn, na Christopher Street, Nova Iorque, EUA, nascia o que é considerado hoje, passados 46 anos, o movimento moderno de defesa das pessoas LGBT.

Estamos conscientes de Stonewall?

Paulo Monteiro.png

Estávamos a 28 de Junho e corria o ano de 1969. Um grupo de pessoas composto por lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros enfrentou a polícia de Nova Iorque depois desta ter fechado, sem outra razão que não seja a discriminação pelo ódio à diferença, um bar gay chamado Stonewall Inn. 

O arco-íris vai andar nos pés dos jogadores do futebol inglês

Os futebolistas de Inglaterra e Escócia foram convidados a apoiar uma campanha que aborda a homofobia de forma original. A associação britânica de defesa dos direitos LGBT Stonewall enviou cinco mil pares de atacadores com as cores do arco-íris aos 92 clubes da Premier League e às 42 equipas profissionais escocesas.

 

Reino Unido: Lordes aprovaram casamento igualitário

Depois de dois dias de debate com direito a manifestações no exterior, a Câmara dos Lordes do Reino Unido aprovou o projecto de lei que legaliza o casamento entre pessoas de mesmo sexo e rejeitou uma emenda que tentava bloquear a aprovação. Os debates na câmara alta britânica iniciaram-se na segunda-feira e terminaram com a votação no dia seguinte.

 

Organização de Londres 2012 quer atletas fora do armário

O Comité Organizador dos Jogos Olímpicos Londres 2012 (LOCOG) está a criar todas as condições para que os atletas gays e lésbicas possam assumir a sua orientação sexual, sem temerem repercussões negativas. Porém, a organização acredita que não tem capacidade para levar tais atletas, que participam na mais importante competição desportiva, a fazê-lo.

 

Londres: Campanha que sugeria “terapia reparadora” a homossexuais cancelada

O presidente da Câmara de Londres, Boris Johnson, impediu que uma campanha publicitária de cariz cristão promovesse a ideia que pessoas homossexuais podem ser convertidas em heterossexuais.

 

Ben & Jerry's muda nome de gelado para apoiar casamento entre pessoas do mesmo sexo

Esta semana a marca de gelados Ben & Jerry's decidiu mudar o nome do gelado "Oh My!" para "Apple-y Ever After" para mostrar o seu apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo no Reino Unido. A proposta surgiu em parceria com a associação britânica Stonewall que defende os direitos da comunidade LGBT.

 

 

Homens gays já podem doar sangue no Reino Unido

 Depois de o assunto começar a ser reconsiderado em Março passado, o Ministério de Saúde britânico anunciou esta quinta-feira que vai levantar a proibição de homossexuais poderem doar sangue. Esta proibição começou em 1980 após a crise do vírus do VIH.