Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

The Stonewall Inn será o primeiro Monumento Nacional em homenagem aos direitos LGBT (com vídeo)

The Stonewall Inn 1.jpg

A proposta vem directamente do ainda presidente dos EUA, Barack Obama. O mítico edifício da cidade de Nova Iorque irá passar a ser Monumento Nacional, o primeiro que visa homenagear os direitos LGBT.

Stonewall, o filme que pretende explicar o Orgulho LGBT, estreia em Setembro nos EUA (trailer)

Stonewall Movie.jpg

Para todos os movimentos e para todas as injustiças há um momento que muda a história. Na noite de 28 de Junho de 1969, no bar Stonewall Inn, na Christopher Street, Nova Iorque, EUA, nascia o que é considerado hoje, passados 46 anos, o movimento moderno de defesa das pessoas LGBT.

Estamos conscientes de Stonewall?

Paulo Monteiro.png

Estávamos a 28 de Junho e corria o ano de 1969. Um grupo de pessoas composto por lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros enfrentou a polícia de Nova Iorque depois desta ter fechado, sem outra razão que não seja a discriminação pelo ódio à diferença, um bar gay chamado Stonewall Inn. 

Icónico Bar Stonewall Inn considerado monumento

Stonewall Inn.jpg

O icónico bar Stonewall Inn, situado na Christopher Street, em Nova Iorque (EUA), foi declarado monumento histórico. O Comité de Preservação de Sítios Históricos de Nova Iorque votou a favor de considerar o estabelecimento como monumento histórico. É o primeiro local gay do mundo a receber este tipo de classificação.  Com este título o local não poderá ser restaurado sem autorização ou, por exemplo, ser demolido. Construído em 1840 como estábulo o edifício albergou no mesmo local um restaurante e só a partir de 1967 é que acolheu o famoso bar. 

“Selma e Stonewall são basicamente o mesmo movimento”

selma hrc lgbt joe biden.jpg

Joe Biden, vice-presidente dos Estados Unidos, abordou esta sexta-feira o tema dos direitos humanos durante a Convenção Primavera da Igualdade, em Washington D.C., comparando a luta pelos direitos LGBT à iniciada pelos afro-americanos há cinco décadas naquele país.