Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

As 10 séries (mais ou menos) LGBTI que vimos em 2016

as séries do ano 2016_2.jpg

 

Este ano voltámos a chorar e a rir com algumas das melhores séries que se fazem para o pequeno ecrã. A escolha foi difícil.

 

 

Há quem acredite que “Uma Família Muito Moderna” é obra do Diabo

 

O senador republicano Stacey Campfield está a tentar recolher apoios para a"Don't Say Gay Bill," que pretende proibir as referências à homossexualidade nas salas de aula de alunos até ao nono ano do estado do Tennessee (EUA).

 

 

O olhar satírico de “Uma Família Muito Moderna” (vídeo)

 

A série “Uma Família Muito Moderna”, que passa na FOX Life aos fins-de-semana, dá-nos um olhar moderno pelas complicações diárias que caracterizam as famílias do século XXI. Seguindo um estilo de comédia documental, com relatos ficcionais das personagens, a série satiriza o estilo de vida americano através de uma família grande, hetero, gay, multicultural, tradicional e feliz.

 

“Modern Family” foi considerada a sitcom do ano de 2009. Com personagens fantásticas, um elenco inteligente e um guião divertido do início ao fim, conseguiu, desde logo uma nomeação para os Globos de Ouro na categoria de Melhor Série Musical ou Comédia e já ganhou um Director Guild of America Award para Melhor Realização (Jason Winer). Foi considerada pela revista Time como “a nova comédia familiar mais engraçada do ano”.

 

A história desenrola-se em torno de três famílias. Segue a vida da família de Jay Pritchett (Ed O’Neill) e dos seus filhos Claire Dunphy (Julie Bowen) e Mitchell Pritchett (Jesse Tyler Ferguson). Enquanto Claire é uma mãe e dona de casa de uma tradicional família americana. Já Mitchell representa o homossexual sério que sempre teve um lado mais competitivo e que vive com o seu companheiro Cameron (Eric Stonestreet), a personagem mais descontraída, distraída e engraçada da série. Juntos adoptaram uma pequena bebé vietnamita. Jay, o pai e avô que é casado com Gloria (Sofia Vergara), uma belíssima e elegante mulher mais nova, tem um filho de uma relação anterior, Manny.

 

Apesar de tudo, a série também já criou polémica pela falta de demonstração de afecto entre o casal homossexual. Enquanto que outros casais se beijam livremente, o público ainda está à espera de ver um beijo entre Mitchell e Cameron. Até já foi criada uma página no Facebook intitulada "Let Cam & Mitchell Kiss on Modern Family" que conta com mais de 13 mil fãs.

 

A primeira temporada contou com participações especiais de várias estrelas de Hollywood como Benjamin Bratt, Chazz Palminteri, David Brenner, Edward Norton, Elizabeth Banks, Kristen Schaal, Minnie Driver, Mo Collins e Shelley Long.

 

Com um olhar satírico, “Uma Família Muito Moderna” capta os absurdos e o bizarro da família de uma maneira viva, alegre e única, com um pouco de humor negro à mistura transformando a série num retrato quase fiel à realidade. Por isso, é difícil não nos revermos a nós mesmos ou aos nossos familiares e amigos em algumas cenas e momentos da série.   


Lúcia Vieira


                   

 

 

 

Já segues o dezanove no Facebook?