Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

“A nível de igualdade de género e de orientação sexual há muito a lutar em Ponta Delgada”

Gay Azores Ponta Delgada LGBT.jpg

O massacre de Orlando motivou a criação de um movimento LGBT em Ponta Delgada. Pedro Morais e Tiago Paquete, com 21 anos e 25 anos respectivamente, e ambos estudantes decidiram juntar-se e começar a intervir localmente. Desde então ideias não lhes faltam. Conhece-os na primeira entrevista que dão acerca da criação da sua iniciativa em prol da igualdade e dos Direitos LGBTI na ilha de S. Miguel.

Vigílias na Guarda, Porto e Ponta Delgada por Orlando (com vídeo)

13442062_10209561508582898_1669044334_o (1).jpg

Esta quinta-feira à noite uma dúzia de pessoas reuniu-se frente à Sé Catedral da Guarda. O propósito foi homenagear as vítimas do massacre de Orlando ocorrido no passado Sábado e que tirou a vida a 49 pessoas.

Mundo unido em tributo às vítimas de Orlando. Lisboa, Porto, Guarda e Ponta Delgada também vão sair à rua (com galeria de fotos)

Orlando

Multiplicam-se os tributos às vítimas do massacre de Orlando. As homenagens feitas por cidadãos que tomam praças com bandeiras do arco-íris, velas e cartazes sucedem-se: Banguecoque, Berlim, Belo Horizonte São Paulo, Paris, Istambul, Seattle, Hong Kong, Sidney, Seul, Rio de Janeiro, Wellington, São Francisco... A lista parece não ter fim.

Activistas em todo o mundo com os olhos postos na Rússia

Com uma hora de diferença de Lisboa, em Amesterdão centenas de pessoas estiveram presentes numa vigília de solidariedade para com a população LGBT na Rússia.

Junto ao HomoMonument, símbolo da capital holandesa que presta a homenagem a todos que foram vítimas do preconceito com base na sua orientação sexual e identidade de género, activistas reuniram-se com cartazes, velas e no final acederam com uma tocha um coração olímpico.