Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

The Rocky Horror Picture Show na 9.ª edição do MOTELx (com vídeo)

The Rocky Horror Picture Show4.jpg

“The Rocky Horror Picture Show” (1975) de Jim Sharman, que em português ficou com o nome “Festival Rocky de Terror” é um ovni no mundo do cinema, especialmente no género musical e no de terror. A estranheza e o non-sense é tal que é delicioso ter o privilégio de assistir a este filme. Há quem diga ainda que esta película fez a carreira de Tim Curry, o multifacetado actor inglês e Susan Sarandon, que anos depois, com Geena Davis, poria toda a gente a suspirar no “Thelma & Louise” (1991).

 

A caminho de casa numa noite chuvosa, os noivos Brad (Barry Bostwick) e Janet (Susan Sarandon) vão parar ao castelo do Dr. Frank-N-Furter (Tim Curry), onde está a decorrer uma festa com o seu leque incrível de amigos. Mas esta não será uma festa banal. É a noite da revelação de Rocky (Peter Hinwood), a sua nova criação, um autêntico Adónis concebido para dar prazer.

Este louco “Festival Rocky de Terror”, uma produção americana e britânica foi lançado 14 de Agosto de 1975 no Reino Unido e só cerca de um mês depois, a 26 Setembro 1975, é que estreou nos Estados Unidos. Por cá só viria a estrear a 25 de Abril de 1978. Esta comédia musical de horror, dirigida por Jim Sharman a partir da peça de sua autoria e de Richard O'Brien, que também compôs as canções. Depressa se tornou um objecto de culto. De cada vez que é exibido por esse mundo fora, a plateia presente transforma-se nas suas personagens favoritas.

A 9.ª edição do MOTELx celebra este ano o 40.º aniversário do filme de culto que marcou uma geração e que ainda hoje se preza pela desconstrução arrojada do género de terror de série B e de ficção científica. Uma ópera rock desinibida e cheia de glamour, com uma banda sonora que hoje já é mítica. Com este que é considerado o primeiro e mais famoso midnight movie da história do cinema, esta sessão será sem dúvida inesquecível.

O filme será exibido este Sábado, 12 de Setembro, às 00h, na sala 3 do Cinema S. Jorge.

 

Luís Veríssimo