Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Uso recreativo de drogas, homens gay e sexo desprotegido

Uma investigação que envolveu homens gay do Reino Unido demonstra que o sexo anal desprotegido é fortemente associado ao número de drogas consumidas durante um encontro sexual. Esta é a primeira vez que uma relação foi estabelecida entre os elevados níveis de consumo de drogas recreativas e o aumento da probabilidade de relações sexuais desprotegidas durante eventos sexuais individuais numa amostra de homens gay no Reino Unido.

A investigação foi conduzida entre 2011-12 e envolveu 2 142 homens gay que disponibilizaram informação sobre comportamentos de risco e uso de drogas para 6 742 encontros sexuais.

Foi observado uma probabilidade de 25% de relações sexuais desprotegidas, quando nenhuma droga era consumida, e tal aumentava para 30% quando apenas uma substância era consumida, para 50% com o uso de substâncias e para 75% quando cinco ou mais drogas eram usadas.

No geral, os homens tinham menor probabilidade de ter relações sexuais desprotegidas quando estavam com um parceiro anónimo, quando não discutiam o estatuto serológico para o VIH com o parceiro, com um parceiro que sabiam ser serodiscordantes e quando usavam locais de cruising ou sexo nos locais de engate. A maioria das relações sexuais desprotegidas aconteceu em casa dos participantes.

Um total de 321 homens também disponibilizou informação sobre 438 encontros de sexo em grupo.

As respostas também demonstraram que quanto maior a quantidade de drogas consumidas, maior o risco de sexo desprotegido.

A única substância associada a estar “fora a de controlo” foi a metanfetamina. O uso de outras substâncias pareceu estar associado ao prazer sexual. Cada encontro sexual foi classificado de 1 a 10. Quanto mais drogas usadas e quantos mais homens envolvidos, maior a classificação.

 

Fonte: AIDSMAP (Tradução GAT)

 

Na última Conferência Mundial sobre a Sida vários foram os assuntos abordados, de novos tratamentos para o VIH, à Hepatite C, à profilaxia pré-exposição, passando por muitos outros temas. Consulta vários outros textos-resumo (em português) da 20ª Conferência Mundial sobre Sida, que decorreu em Melbourne na Austrália, neste link: http://www.aidsmap.com/page/2895646?utm_source=NAM-Email-Promotion&utm_medium=conference-bulletin&utm_campaign=Portuguese 

As traduções para português são da responsabilidade do Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos VIH/SIDA.