Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Vários deputados do PSD e CDS queriam votar contra referendo

“A minha intenção era votar contra esta iniciativa, mas houve outras orientações na bancada do CDS. Para que não haja quem considere deslealdade parlamentar, conformei o meu voto em relação a algo que não acredito e que considero uma iniciativa lamentável.” A declaração foi da deputada Teresa Caeiro (CDS), durante a votação do referendo da adopção e co-adopção, e foi repetida por outros deputados do PSD. Teresa Caeiro juntou-se ao grupo de 14 deputados do PSD que apresentaram declarações de voto. No caso do partido de Paulo Portas a orientação era a abstenção, enquanto no PSD foi imposto o voto favorável à proposta protagonizada por Hugo Soares.

Francisca Almeida (PSD) até criticou a iniciativa do líder da JSD, mas votou a favor. “Anuncio que apresentarei uma declaração de voto dando conta do grave precedente que constitui esta votação. A minha intenção era votar contra”, declarou, citada pelo Jornal de Notícias. Os deputados do PSD Carina Oliveira, Ricardo Batista Leite, Mónica Ferro, Miguel Frasquilho, Cristóvão Norte, Paulo Cardoso, Ana Oliveira, Ângela Guerra, Sérgio Azevedo, Conceição Caldeira, Luís Menezes e Mota Amaral apresentaram declarações de voto, sinal de que discordavam da orientação da sua bancada, apesar de terem votado favoravelmente.

Dos 230 deputados estiveram presentes no momento na votação 221. O diploma foi aprovado com 103 votos favoráveis da bancada do PSD (cinco deputados não participaram na votação), com 26 abstenções (24 deputados do CDS-PP e dois do PS) e 92 votos contra (68 do PS, 14 do PCP, oito do Bloco e dois dos Verdes). Teresa Leal Coelho, vice-presidente da bancada do PSD, faltou à votação e apresentou a demissão do cargo por discordar da iniciativa do referendo.

3 comentários

Comentar