Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

O Erotismo como Resistência

eroticarium kinkylharias carlos marinho.jpg

Carlos Marinho é psicólogo clínico, criador artístico freelancer, e activista pela promoção dos direitos LGBTQI+. Baseado em Braga, dirige há três anos um núcleo de serviços dedicado à optimização do crescimento pessoal e comunitário, desde consultas de acompanhamento terapêutico a projectos de intervenção social alicerçados no cruzamento entre os domínios da arte e da psicologia. Definindo-se como um perpétuo aluno, conta no número dos seus principais interesses o estudo da história da humanidade, o feminismo, o erotismo, os estudos queer, a psicanálise, e a identidade individual e colectiva. Até à data, o trabalho artístico tem incluído a produção literária, a representação dramática, o teatro musical, a videografia e as artes plásticas. Foi há sete anos que começou a tomar-se como modelo para explorar a arte da fotografia erótica, mas só recentemente decidiu criar e partilhar os primeiros conteúdos do seu portefólio selfietográfico: ‘Eroticarium: Erótica como Resistência’. Trata-se do perfil de Instagram onde vem expondo, assumindo o seu alter ego ‘Kinky’, estudos visuais como veículo de intervenção social para destacar causas que lhe são significativas.  

 

 

Legitimação da discriminação para com a comunidade LGBTQI+

Leonor Ribeiro.png

Numa altura em que anda por aí um vírus a bater às portas e ceifar vidas, em que estamos isolados para o bem de todos, há vozes que teimam em não calar, seja nos média, ou até mesmo online. Essas mesmas vozes são aquelas que causam estragos, que protegem ideias retrógradas e imploram por manter as coisas como estão, muitas das vezes, pedem até para que se volte atrás nas decisões que foram tomadas, desta maneira despindo a comunidade LGBTQI+ de direitos básicos que custaram a conquistar.    

 

Os direitos humanos e as pessoas LGBTI+ num ano marcado pela pandemia COVID-19

lgbt rights ilga europe.jpg

A 10ª edição do relatório anual da ILGA Europa, que se dedica a documentar o progresso e tendência em relação à situação dos direitos humanos das pessoas LGBTI+ na Europa e Ásia Central em questões como os direitos das pessoas trans, intersexo e famílias arco-íris, foi divulgado esta terça-feira, dia 16 de Fevereiro, oferecendo-nos uma visão dos acontecimentos ao longo do ano de 2020 sobre o ambiente pandémico e emergências causadas pela COVID-19.

 

Prémios dezanove: Os melhores de 2020

Prémios dezanove 2020

Num ano de pandemia e de  confinamento demos especial atenção às notícias LGBTI. Mais do que nunca importa usar fontes fiáveis de informação e apoiarmo-nos enquanto comunidade. Ao longo de mais um ano falámos com os protagonistas das histórias que têm de ser conhecidas, apresentamos novas iniciativas e informamos como vão os Direitos LGBTI em Portugal e no mundo.

O site de notícias e cultura LGBTI dezanove.pt volta a distinguir as personalidades e acontecimentos que marcaram a actualidade.  Estas são as nossas escolhas e o balanço de 2020:

 

ILGA Portugal profundamente preocupada com eleição do novo Presidente do Tribunal Constitucional João Caupers (actualizada)

Palácio_Ratton.png

Há quase 11 anos falava de "lobby gay" e "promoção da homossexualidade": "Os homossexuais não passam de uma inexpressiva minoria, cuja voz é enorme e despropositadamente ampliada pelos media". O autor desta frase é agora o novo Presidente do Tribunal, o órgão que aprecia a conformidade dos actos e diplomas dos vários órgãos de soberania com os princípios da Constituição da República Portuguesa.

Luís Gonçalo e Alice: duas histórias comoventes e de superação

goucha tvi.jpg

O novo programa das tardes da TVI apresentado por Manuel Luís Goucha estreado há cerca de um mês tem sido profícuo em trazer histórias de vida de pessoas LGBTI. Apesar destes grandes testemunhos de vida, o programa não está totalmente isento de críticas.

rede ex aequo cria novo núcleo de jovens trans

Foto de Jenny Gomes para dezanove

A associação de jovens LGBTI e apoiantes dirigidas a todas as pessoas que vivem em Portugal entre os 16 e os 30 anos tem um novo projecto adequado aos tempos de confinamento: um núcleo nacional de jovens trans, não-binários e em questionamento identitário.

Rússia: Casal gay em “perigo de vida” por ser detido e enviado para a Chechénia, afirma ONG

gay couple.jpg

A organização não governamental de apoio às pessoas LGBTI The Russian LGBT Network fez a denúncia no final da semana passada: um casal gay que estava a receber apoio depois de ter conseguido fugir da Chechénia foi detido e enviado de volta para a região. A Euronews também já noticiou o caso.

 

 

Pág. 1/2