Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

A situação das minorias em Portugal

opiniao_João Oliveira Proximo.png

Portugal um país que defende as causas, com governos que vêm consecutivamente a proclamar a defesa dos direitos das minorias, a sua protecção, quer através de decretos de lei, quer através de discursos que avaliam o estado de protecção das mesmas. Portugal é também o país cujos governos, no passado, não nos deram direitos proferidos como básicos, universais e garantidos. Tudo, até os Direitos das pessoas LGBTI+, podem ser efémeros.

aeQuum: Um chão comum de Faro… para todo o país!

IMG_0085.JPG

A ideia de criar a aeQuum surgiu num almoço de amigos – os membros fundadores João Henrique Duarte (Presidente da direcção), Max Spencer-Dohner, Alexandre Bally e Christoph Seibold - onde, à volta de divinas iguarias, se debatia a necessidade de mais associações LGBTQIA+ em Portugal.

 

O Orgulho Existe, Resiste e Saiu à Rua em Viseu (com vídeo)

Marcha de Viseu Pelos Direitos LGBTI

A quarta edição da Marcha LGBTQIA+ de Viseu, sobe o mote “O Orgulho Existe, Resiste e Sai à Rua”, aconteceu no passado dia 10 de Outubro, véspera do “The Coming Out Day” ou Dia Internacional Fora do Armário, contando com mais de duas centenas de participantes, fechando o calendário das Marchas LGBTQIA+ no país, logo depois da realização da Marcha de Leiria e do Funchal.

 

 

LASTESIS visitam Portugal na Bienal de Artes Contemporâneas

LASTESIS.jpg

A associação cultural Boca, responsável pela organização da bienal de artes  contemporâneas de nome homónimo, com actividade regular na cidade de Lisboa  e com extensão em tantas outras cidades nacionais e internacionais, regressa  com uma terceira edição, sob o desafio Prove You are Human, nas cidades de Lisboa, Almada e Faro. 

 

“Doença actual: homossexual” foi assim que jovem guarda-redes foi diagnosticada e o diagnóstico está a gerar polémica

IMG_20211009_133909.jpg

Alba Aragón é uma jovem de 19 anos, que actua como guarda-redes do CAP Ciudad de Múrcia. Devido ao seu ciclo irregular, marcou uma consulta de ginecologia no hospital Hospital Reina Sofía no qual revelou a sua orientação sexual, sem esperar o resultado: consta no relatório que a sua doença actual é ser homossexual.

 

 

Por uma educação médica de qualidade, inclusiva e livre de discriminação LGBTI

3.png

Foram aprovadas esta quarta-feira, 6 de Outubro, em Assembleia da República, propostas legislativas que combatem a  discriminação para com dadores de sangue, com base na sua orientação sexual ou identidade de género. Ficou claro, que não há sangue de primeira ou de segunda, e que comportamentos de risco não são  dependentes da orientação sexual de uma pessoa. No entanto, não é suficiente.