Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

"Comecei por recorrer ao SNS - uma conquista do 25 de Abril - mas acabei por desistir e optar por serviços de saúde fora do país"

banner opiniao_MariaJoãoVaz.png

Com o fim da ditadura no 25 de Abril de 1974, houve enormes alterações a nível político e social, no entanto, do ponto de vista de género não houve abertura suficiente para que isso tivesse tido algum impacto em mim quando era criança.

Passatempo: Sasha Velour em Lisboa

Carrossel_1.png

Sasha Velour apresenta em Lisboa “The Big Reveal Live Show”, uma performance biográfica do universo drag, inspirada na vida e nas vivências da artista. A actuação da drag queen está agendada para 9 de Abril no Coliseu dos Recreios e os bilhetes já estão à venda na BOL e nos locais habituais.

“The Big Reveal Live Show” é um espectáculo artístico de 90 minutos, criado, produzido, dirigido e protagonizado por Sasha Velour, que promove uma imersão ao universo drag através de uma narração e actuação a solo repleta de exuberância. 

"Estamos na vanguarda internacional no que diz respeito ao Direito. Mas perdura o velho problema português da distância entre leis e prática"

miguel vale de almeida

Gosto de distinguir dois sentidos para "25 de Abril". Um, mais genérico, abarca toda a experiência democrática pós-1974. Outro, mais restrito, refere-se ao período revolucionário e instável entre o 25 de Abril de 1974 e a dita "normalização" posterior ao 25 de Novembro de 1975. Quando penso no primeiro, sinto orgulho num país que conseguiu garantir legalmente todos os direitos políticos, cívicos e humanos (ainda que não todos os direitos sociais). Quando penso no segundo, vejo os sinais da dificuldade em colocar no debate político as questões de género e sexualidade.
 

A Liberdade venceu a 5ª edição do Leiria Drag Festival

Leiria Drag Fest 2024

Decorreu no passado sábado, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, a 5ª edição do Leiria Drag Festival (pela 2ª vez neste espaço). Este evento é organizado pelo Glitz Club Leiria, contando com a participação do seu elenco residente: Eva Brown, que dividiu ainda a apresentação do espectáculo com o conhecido stylist Mário de Carvalho, Debbie Bjorn, Giselle Brown e Cherry Flavour. A estas drag queen´s juntaram-se outros talentos, nomeadamente: Stefani Duvet, Belle Domage, Linda Xennon, Dyanne Star, Inny Legs, Allan Lynn, Roxy Vieira, Sarah Logan, Joyce Martinez e Laysa Star.

 

Abril e pessoas LGBTIQA+ 

isabel moreira opinião

As pessoas LGBTIQA+ sabem da sua história. Sabem que o dia 25 de Abril de 1974 foi o início de uma libertação demorada. Se é esse o ano que a associação dos psiquiatras americanos retira a homossexualidade da lista das patologias (a OMS retira em 1992), por cá, um manifesto de homossexuais é repudiado pelo general Galvão de Melo na televisão com estas palavras: “O 25 de Abril não se fez para as prostitutas e os homossexuais reinvindicarem”.

A interseccionalidade no poder judiciário português: que caminho?

banner opiniao_mcc.png

Em 1989, Kimberlé Crenshaw cunhou o termo interseccionalidade no artigo "Demarginalizing  the Intersecction of Race and Sex: A Black Feminist Critique of Anti-Discrimination Doctrine"  analisando-a como se de uma metáfora se tratasse para representar as diversas camadas existentes  dos sistemas de opressão social, incidindo o seu estudo nas desigualdades de género, raça e classe: "a discriminação, tal como o trânsito num cruzamento, pode fluir numa direcção e pode fluir noutra. Se ocorrer um acidente num cruzamento, este pode ser causado pelos carros que circulam  em várias direcções e, por vezes, em todas elas.

LGBTI+: VOLT Portugal, um partido jovem que quer as melhores soluções para todas as pessoas 

Postal com Tipografia para Feliz Aniversário (14).jpg

Ainda sem representação parlamentar, o recém criado em Portugal, o VOLT  é um partido pan-europeu, progressista e pragmático. Formalizado em Junho de 2020 no nosso país, não se considera nem de esquerda nem de direita pois procura basear as suas decisões nas melhores práticas, na evidência científica e na defesa dos direitos humanos. Na informação que disponibilizam online lemos que os valores do VOLT são a dignidade humana, a igualdade de oportunidades, a liberdade, a sustentabilidade, a justiça e a solidariedade. "Somos livres de ideologias de esquerda ou de direita e estamos focados em encontrar as melhores soluções para todas as pessoas".

LGBTI+: A análise ao programa eleitoral do PAN (Pessoas-Animais-Natureza)

Postal com Tipografia para Feliz Aniversário (15).jpg

Foi o último programa eleitoral a ser apresentado. Foi apenas a 17 de Fevereiro que o Partido PAN (Pessoas - Animais - Natureza) revelou os conteúdos do programa que gostaria de implementar no país.

Ao longo de 178 páginas podemos encontrar várias referências às pessoas LGBTI+. O partido alerta ainda que "a falta de novos avanços que levou a que no ano passado Portugal caísse pelo segundo ano consecutivo no ranking dos países europeus sobre direitos das pessoas LGBTI+, ficando em 11.º lugar."

LGBTI+: Contrato com o futuro, análise ao programa eleitoral do Livre

Postal com Tipografia para Feliz Aniversário (12).jpg

O Livre trata as questões LGBTQIA+ em vários capítulos do seu programa, dedicados ao trabalho e protecção laboral, à educação e à política externa. Atribui-lhes ainda uma atenção central na primeira secção do texto, “Igualdade, Justiça Social e Liberdade”. 

Pág. 1/3