Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

“Se tenho a possibilidade de ser quem quero, enquanto artista drag, porque não o fazer?”

CHER Miss Drag Lisboa Crédito: Adam Moço

Entrevistamos Cher No-Billz, uma das concorrentes a Miss Drag Lisboa. Fala-nos sem preconceitos sobre a estética da sua personagem, de como lida com a questão de género no seu trabalho entre outras curiosidades.

 

 

Conhece Fabiana de Sousa, a representante de Portugal no Miss Trans Internacional

Fabiana de Sousa Miss Trans.JPG

Depois da participação inédita de uma portuguesa no certame Miss Trans Star Internacional, em 2016, chegou a vez de Fabiana de Sousa seguir os passos de Sarah Inês Moreira. Fabiana tem 29 anos, é de Setúbal, estudou até ao terceiro ciclo e é acompanhante. Fabiana vai representar Portugal no dia 7 de Outubro em Barcelona, numa iniciativa que junta participantes oriundas de 30 países.

A sétima edição deste concurso internacional prolonga-se por nove dias entre desfiles, tertúlias e acções de rua e é considerado um manifesto transexual e feminista pelo empoderamento trans. O evento é dirigido pela artista Thara Wells.

 

Inês Marto: "Gosto de acreditar que podemos amar porque sim, e isso chega"

banner opiniao_Inês Marto.png

Inês tem uma história de vida que decidiu partilhar com os leitores do dezanove. Sem dúvida um testemunho especial e interessante. Decidimos publicar o seu testemunho e, a seguir, entrevistá-la para saber mais sobre ela. Afinal não temos todos algo para dar e receber?

 

 

 

"É através do activismo que as coisas realmente mudam"

18191346_1869260633333431_1950718448_n.jpg

Exactamente um mês depois das primeiras notícias que deram conta do terror que se está a viver na Tchetchénia e que motivaram indignação internacional, o dezanove.pt entrevista os responsáveis pelo colectivo "Um activismo por dia" (UAPD). Poucos dias depois das notícias, um grupo até então então desconhecido do grande público organizou um protesto frente à Embaixada da Federação Russa, em Lisboa. Quem são e o que pretendem estes jovens que chamaram a atenção em Portugal para o desrespeito grosseiro de Direitos Humanos a quase 6000 quilómetros de distância? 

 

 

Viva La Diva: "Sabemos que há um público gay muito grande, mas não pensamos nisso"

Viva da Diva Portugal Eurovisão 2017.jpg

O dezanove.pt falou com João Paulo Peças dos Viva la Diva. Fomos perceber as expectativas deste trio composto por um casal de tenores e por uma voz soul naquele que é o maior palco da música portuguesa no nosso país. Hoje no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, em directo para todo o mundo via RTP. Mesmo a um passo de Kiev.

Tal como na primeira semi-final voltarão os Viva La Diva a ser os mais votados no televoto? O facto de Luís e João serem um casal é uma mais-valia nesta prestação? Respostas para conhecer agora nesta entrevista e, claro, esta noite na RTP.

 

 

Violência entre casais: “O facto de não ter dado importância, fez com que se tornasse contínuo”

valentim_B_.png

Ao longo dos anos as diferentes formas de violência ocorridas nos relacionamentos íntimos entre pessoas do mesmo sexo estão a ser alvo de cada vez mais estudos académicos. Investigadores, bolseiros e até vítimas procuram o dezanove.pt como plataforma de divulgação. Alguns destes trabalhos são inclusive premiados. Por exemplo, no passado mês de Dezembro, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima concedeu uma menção honrosa à dissertação de mestrado da psicóloga Ana M. R. Santos. Santos decidiu investigar a "Violência nos Relacionamentos Íntimos entre Indivíduos do Mesmo Sexo”.

“A nível de igualdade de género e de orientação sexual há muito a lutar em Ponta Delgada”

Gay Azores Ponta Delgada LGBT.jpg

O massacre de Orlando motivou a criação de um movimento LGBT em Ponta Delgada. Pedro Morais e Tiago Paquete, com 21 anos e 25 anos respectivamente, e ambos estudantes decidiram juntar-se e começar a intervir localmente. Desde então ideias não lhes faltam. Conhece-os na primeira entrevista que dão acerca da criação da sua iniciativa em prol da igualdade e dos Direitos LGBTI na ilha de S. Miguel.

Ângelo Fernandes: "Queremos que os homens vítimas de abuso sexual saibam que não estão sozinhos"

 Quebrar o Silêncio - Ângelo Fernandes.jpg

Ângelo Fernandes tem 35 anos e acaba de fundar a Quebrar o Silêncio.

“Lembro-me de sentir uma vergonha imensa e uma culpa aterrorizante, como se fosse eu o culpado por toda a situação do abuso. E isso era horrível, era asfixiante. Havia dias que eu acordava já sufocado com isto. Houve momentos muito complicados para mim, porque por mais que dissesse, do ponto de vista racional, que não tinha culpa, o lado emotivo dizia o oposto”. Este excerto é parte de uma entrevista que Ângelo Fernandes concedeu ao dezanove.pt e que poderás ler a seguir.

Rita Redshoes: “Admiro causas, instituições ou grupos de apoio que lutem pela vida, dignidade e informação”

Rita Redshoes_1.jpg

Rita Redshoes já não é a menina de sapatos vermelhos lançada pela mão de David Fonseca. É agora uma mulher de voz vibrante e segura, que respira e canta a influências que a inspiraram. Em “Her”, nome do seu mais recente álbum, canta referências femininas. Rita concedeu-nos uma entrevista em que aborda o feminino, o apoio às causas LGBT e a PrEP.

 

 

“Os gays católicos não sabem que o Vaticano se ri deles”

 

foto 1.jpg

Krzysztof Charamsa esteve debaixo dos holofotes nas aquando da sua passagem por Lisboa para promover o livro “A primeira pedra. Eu, padre gay, e a minha revolta contra a hipocrisia de igreja”, editado pela Planeta. Krzysztof Charamsa foi o primeiro padre a trabalhar no Vaticano a declarar-se homossexual e a apresentar o seu companheiro. Agora, em entrevista ao dezanove.pt, analisa o impacto da estadia em Portugal, o papel de associações de homossexuais católicos e o protagonismo das associações de leigos, como é o caso da Associação Portuguesa dos Psicólogos Católicos.

James Lee Hard: "Todos gostam de uma história em que ao protagonista é dada uma segunda oportunidade"

JAMES LEE HARD DAVID_UNDONE.jpg

É português, mas escreve exclusivamente em inglês. James Lee Hard é o pseudónimo escolhido para publicar romances gay de um português que olha a língua inglesa como forma de chegar a mais leitores. Com um novo conto acabado de estrear, “David Undone - Mending a Broken Heart”, James vira-se para o seu país de origem como cenário para uma história sobre redenção e autodescoberta.

James Lee Hard fala com o dezanove sobre o seu percurso literário, dos temas que gosta de abordar e desvenda ainda um pouco do porquê de um pseudónimo. Tudo em português.

 

 

Maria Venes: "No vosso livro ninguém vos vai dizer o que podem ou não dizer ou fazer"

Desejo Incontrolável livro Maria Venes.jpg

“Desejo Incontrolável” é o título do primeiro livro de Maria Venes, uma estreia no mundo literário com um romance LGBT escrito em português. Com um ponto de partida inspirado numa experiência pessoal, a autora conta-nos a história de Maria, uma aluna Erasmus que vai estudar para a Holanda. Sem entrarmos em “spoilers”, o resto é ficção numa narrativa que fala de desamores mas essencialmente de amor. Sentámo-nos com Maria Venes para conhecermos um pouco mais do seu universo literário.