Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

A oferta LGBTI é determinante para escolha do destino de férias?

gay beach.jpg

A oferta de locais ou serviços dirigidos ao público LGBTI não é determinante para que as pessoas LGBTI portuguesas marquem férias, segundo o inquérito aos Hábitos de Turismo e Lazer de Pessoas LGBTI Portuguesas, promovido pelo dezanove.pt, em parceria com os guias Lisbon e Porto Gay Circuit.

 

No caso de férias em território nacional a esmagadora maioria das pessoas LGBTI (62,1 por cento) não tem em conta as datas dos Orgulhos, festivais ou eventos LGBTI de forma a que coincidam com a tua estadia numa cidade ou região, enquanto 28 por cento diz que às vezes tem em conta esses eventos e somente 9,9 por cento tem em conta os eventos na hora de planear as suas férias. Estes dados poderão indicar que há margem para o crescimento de oferta neste segmento.

No entanto, quando se questiona se as pessoas LGBTI portuguesas têm em conta a oferta de locais e serviços de cidade ou região em Portugal para passar férias, 37,2 por cento dos inquiridos assegura ter em conta a oferta de locais e serviços, 38,4 por cento refere que não tem em conta a oferta e para 24,4 por cento é “indiferente”.

 

Alojamento deve ser gayfriendly

Outra conclusão do estudo merece destaque. É que para metade dos inquiridos (49,9 por cento), quando passa férias em Portugal, é importante saber se o alojamento ou a unidade hoteleira é gayfriendly ou que a sua orientação sexual ou identidade de género serão respeitadas. Para 28,8 por cento dos inquiridos esta questão é indiferente, enquanto que para 21,3 por cento não é relevante saber se o alojamento ou unidade hoteleira são gayfriendly.

 

No estrangeiro, oferta e eventos LGBTI são valorizados

Mesmo assim, segundo o inquérito aos Hábitos de Turismo e Lazer de Pessoas LGBTI Portuguesas, 41,3 por cento das pessoas LGBTI quando vão passar férias ao estrangeiro tem em conta estas datas os Orgulhos, festivais ou eventos LGBTI. A oferta de serviços ou locais LGBTI influencia a escolha do seu destino no estrangeiro para 33,1 por cento e “às vezes” para 33,3 por cento dos inquiridos.

 

Ficha técnica: Inquérito online. 1414 respostas de pessoas maiores de 18 anos, a viver em Portugal e que se identificam como LGBTI. Recolha de respostas decorreu entre 14 de Dezembro de 2018 e 14 de Fevereiro de 2019. Inquérito promovido pelo jornal dezanove.pt, e pelos guias turísticos Lisbon e Porto Gay Circuit.