Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Angola celebrou o seu primeiro Dia Nacional do Orgulho LGBTI+ de forma oficial

angola orgulho lgbt

Um ano depois de ter aprovado oficialmente o fim da criminalização de relacionamento entre pessoas do mesmo sexo através de seu novo Código Penal, activistas angolanos celebraram esta sexta-feira o seu primeiro Dia do Nacional do Orgulho LGBTI+ de forma oficial.

 

"As sociedades mais fortes, seguras e prósperas são aquelas em que todos podem viver livremente, sem medo da violência ou discriminação. A luta pela igualdade é um trabalho que tem sido desenvolvido pelos activistas sociais [Imanni da Silva (Movimento eu sou trans), da Queer People e do Arquivo de Identidade Angolano]. Fico muito feliz em poder participar no Primeiro Dia Nacional do Orgulho LGBT+ em #Angola. Avanço que só foi possível realizar através da descriminalização da homossexualidade em 2021." escreveu Roger Stringer, embaixador do Reino Unido em Angola que aproveitou para se juntar aos activistas numa fotografia simbólica.
O dia foi assinalado com partilhas nas redes sociais com as hastag #orgulholgbtangola22.


Há um ano, para além de ter eliminado a penalização da homossexualidade, uma herança que ainda vinha da era colonial portuguesa, Angola instaurou uma política de protecção contra a homofobia, com penas de detenção até dois anos em casos de discriminação em função da orientação sexual.