Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Aprovado o financiamento da CATE da Opus Diversidades (Casa de Acolhimento Temporário de Emergência)

 Cate opus diversidades

No passado dia 22 de Abril foi assinado o protocolo para Apartamento Partilhado, no âmbito da ENIPSSA (Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo) 2017-2023.

Este acontecimento histórico para a comunidade LGBTQIA contou com a presença da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social Ana Manuel Mendes Godinho, da Senhora Senhora Vice-Presidente do Instituto da Segurança Social (ISS) Catarina Marcelino, da Senhora Directora-Adjunta do ISS Fátima Matos e do Senhor Gestor Executivo da ENIPSSA Henrique Manuel Marques Joaquim.
Nas palavras da Ministra do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o assinar deste protocolo constitui um dia histórico para a comunidade LGBTQIA+: "Acho que é histórico. Temos hoje pela primeira vez assinado um acordo para responder a uma população específica LGBTI. Não havia nenhum acordo específico para uma solução de acolhimento para essa população. Também é um dia histórico nesse sentido.
É uma porta que se abre, escancarada, que é para não fechar."

1651741227827.webp.jpg

1651741230688.webp.jpg

1651741230098.webp.jpg

O dezanove.pt falou também com Hélder Bértolo, Presidente da Opus Diversidades, que deixou o seguinte testemunho:
“Há quase 25 anos, desde a sua fundação, que a sede da Opus Diversidades, serve como Casa de Acolhimento, mas nunca antes tinha tido financiamento. Toda a gestão da casa, bem como o apoio à autonomização das pessoas acolhidas (apoio à empregabilidade, apoio psicológico e psicossocial, apoio jurídico, …), dependeu sempre de pessoas voluntárias. Durante a pandemia, aumentou o número de pessoas em situação de sem-abrigo que nos pediu auxílio. Através de campanhas de donativos (com vantagens fiscais pois a Opus é uma IPSS) e a consignação de 0.5% do IRS, fomos capazes de realizar  al‎gumas obras e passar de três para quatro quartos, aumentado a capacidade de resposta. Agora, com a integração na ENIPSSA, podemos assegurar uma equipa de apoio, a tempo parcial, para nos ajudar a gerir os casos e a apoiar as pessoas acolhidas. Ainda assim, para cumprir o lema da CATE, "Abraçamos Pessoas, Abrimos Horizontes", continuamos a precisar da ajuda de todes. Não se esqueçam de colocar a cruz na vossa declaração de IRS e inserir o número 504 455 311. Não custa mesmo nada! E se fizerem um donativo à Opus, ainda saem a ganhar!”

 

Ricardo Falcato