Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Arco-íris na Finlândia: Primeira-ministra é filha de um casal de pessoas do mesmo sexo

4916440064_n.jp

Sanna Marin, a recém-eleita Primeira-ministra da Finlândia, será a mais jovem do mundo com 34 anos de idade. Sanna é filha de um casal do mesmo sexo.

A social-democrata de 34 anos, substituirá Antti Rinne, que renunciou ao cargo a semana passada. A coligação no governo é composta por cinco partidos liderados por mulheres. Quatro das cinco líderes estão na casa dos trinta anos. A restante da coligação é composta por Li Anderson, 32, da Aliança de Esquerda; Maria Ohisalo, 34, da Liga Verde; Katri Kulmuni, 32, do Partido Centrista, e Anna-Maja Henriksson, 55, do Partido do Povo da Suécia. Marin desempenha actualmente o cargo de Ministra dos Transportes da Finlândia, mas foi eleita como líder do país a 8 de Dezembro e fará o juramento esta semana.

Sanna será a terceira Primeira-ministra da história deste país nórdico. Foi a primeira pessoa da família a frequentar o Ensino Superior e foi criada pela mãe que estava numa relação entre pessoas do mesmo sexo, o que a própria Sanna descreveu como “família arco-íris”.

Em 2015, a nova Primeira-ministra da Finlândia declarou ao site finlandês Menaiset que sentiu que a sua educação numa família LGBT+ influenciou os seus valores como política: “Para mim, as pessoas sempre foram iguais. Não é uma questão de opinião. A igualdade é a base de tudo. " Para Sanna Main crescer com duas mães fê-la sentir "invisível" já que "não eram reconhecidas como uma família verdadeira ou igual às outras", disse na altura, acrescentando: "Mas não fui muito intimidada. Mesmo quando era pequena, era muito sincera e teimosa."

Marin tem subido vários patamares na política na finlandesa desde que se desempenhou um cargo de chefia na terceira maior cidade da Finlândia, Tampere, com apenas 27 anos. É também mãe de uma filha de quase dois anos de idade com quem participou numa recente Marcha do Orgulho LGBTI do seu país.