Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como uma aluna Erasmus ajudou a educar mentalidades em Águeda

Dimitra Agueda.jpg

Dimitra Moumou, educadora de infância grega com 24 anos, é actualmente voluntária em Águeda e encontra-se a participar no projeto Águeda Volunteering Land no Centro de Juventude de Águeda.

 

Os voluntários desenvolvem actividades de educação não-formal nas escolas e junto da comunidade no sentido de promoverem o diálogo intercultural e valores europeus, tendo a oportunidade de implementar um projecto pessoal mediante as suas capacidades, interesses e necessidades do meio.

A Dimitra decidiu implementar o projecto pessoal “P.r.i.d.e & P.r.o.u.d” (entre 21 de Janeiro e 4 de Fevereiro) sobre a comunidade LGBTQIA+, identidade de género e orientação sexual na Escola Secundária Marques Castilho, em Águeda, por ser um tema que pouco abordado em termos de currículo escolar. Percebeu igualmente que na cidade ainda não existe nenhuma associação directamente ligada ao assunto,

O que a levou a abordar este tema foi a sua participação num intercâmbio de jovens Erasmus+ que teve lugar em Viena, em Junho de 2018, e onde teve oportunidade de aprender sobre o tema, tendo visitado a “vila do orgulho”, conversado com diferentes associações LGBTQIA+, feito entrevistas e desenvolvido um blog sobre pessoas trans e intersexuais.

Durante esta actividade na escola, a Dimitra sensibilizou os alunos para o tema e trabalhou a tolerância, a aceitação e cooperação, a desmistificando termos e definições, mostrou vídeos sobre identidade de género e orientação sexual e desenvolveu actividades de educação não-formal com os alunos, incluindo trabalho em equipa e jogos de interpretação. No total, o projecto abarcou 112 alunos entre os 15 e os 17 anos, sendo que o feedback dos professores e dos alunos foi muito positivo face à curiosidade sobre o tema. Agora comentam sentir-se mais à vontade com a temática associada à comunidade LGBTQIA+. Depois de projecto da Dimitra, Ana, uma aluna, comentou: "Eu não entendo por que as pessoas julgam essas pessoas que, de acordo com elas, são diferentes".

Pessoalmente, a Dimitra refere que sentiu estar a trabalhar num ambiente seguro e com abertura para esclarecer mal-entendidos e estereótipos. Uma estudante fê-la feliz ao dizer-lhe que "é incomum encontrar pessoas interessadas em defender os direitos das pessoas que não seguem os estereótipos da sociedade" (Maria).

"A Dimitra e o seu projecto são um exemplo para a comunidade de Águeda e o Centro de Juventude de Águeda incentiva os jovens a serem pró-activos e interventivos na sociedade. Esperando que este projeto seja tido como exemplo, Águeda agradece a iniciativa e apoia os jovens que queiram contribuir para um mundo melhor", pode ler-se numa nota a que o dezanove.pt teve acesso.

O projecto de voluntariado Águeda Volunteering Land é apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Acção, a sua organização de acolhimento é a Psientífica, a organização de envio é a You in Europe e o projecto pessoal “P.r.i.d.e & P.r.o.u.d” teve o apoio da Escola Secundária Marques de Castilho.