Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

De Memória dá a conhecer a história das lutas feministas e pelos direitos LGBTQIA+ em Portugal

IMG_20220419_210033.jpg

Se é verdade que só conhecendo a nossa história conseguimos compreender o presente, também é verdade que existem poucas iniciativas de síntese da história nacional dos movimentos feministas e, em particular, de luta pelos direitos LGBTQIA+.

"De Memória: História das lutas feministas e LGBTQIA+ em Portugal" é um livro publicado recentemente em acesso aberto pela Gentopia (Associação para a Diversidade e Igualdade de Género), que se assume como “uma proposta aberta, em constante construção e (des)actualização” para colmatar esta lacuna e retirar da sombra as lutas feministas e pelos direitos LGBTQIA+.

Este é já o segundo número da colecção DiverGentes, tendo sido o primeiro volume dedicado a um não-glossário com termos sobre identidades de género e sexualidade. Tal como esta primeira publicação, "De Memória" assume-se também como um projecto em curso, em necessidade permanente de actualização e de adaptação aos tempos, às mudanças sociais e à evolução dos próprios conceitos.
Através de uma cronologia com momentos-chave, reformas legislativas, protestos, criação de associações e colectivos, perseguições políticas e vitórias, constitui-se como uma ferramenta que sistematiza a evolução desta história e traz ao de cima a afirmação destes temas no espaço público, simbólico e político. Os relatos na primeira pessoa de activistas que encabeçaram ou impactaram directamente estes momentos decisivos, como Manuela Tavares, Fabíola Cardoso, Sérgio Vitorino, Eduarda Santos, Miguel Vale de Almeida e António Fernando Cascais complementam e humanizam esta cronologia dos movimentos sociais.
Começamos esta viagem em 1886, com o poderoso lembrete de que a homossexualidade foi criminalizada em Portugal e viajamos através dos marcos históricos relevantes, tanto nacionais como internacionais, até ao ano de 2021. Esta viagem guiada faz-nos passar por momentos animadores e vitoriosos, mas também frequentemente perturbadores e arrepiantes, e relembra-nos enfaticamente de que os direitos actuais das mulheres e das pessoas LGBTQIA+ são recentes e foram conquistados custosamente com contestação, mobilização e coragem.

Gentopia de memória

Intuitiva e informativa, esta ferramenta combina arquivos fotográficos, marcos históricos e comoventes relatos na primeira pessoa para nos fazer viajar no tempo. Este documento sintetiza celebração, luto, resistência, esperança e apelo à mobilização. "De Memória" conta-nos a nossa história nacional. Uma história que em grande parte está esquecida, foi pouco contada ou mesmo silenciada. Relembra-nos do caminho que percorremos na luta da igualdade de género e dos direitos LGBTQIA+, traz esta luta para a vanguarda do nosso imaginário da história nacional e ajuda-nos a traçar o caminho a percorrer.

O download do livro pode ser efectuado gratuitamente no site www.gentopia.pt

 

Cláudia Almeida

 

Imagens: Reprodução da capa e do interior com fotos de Valentim de Barros.