Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Demi Lovato revela identificar-se com o género não-binário

Demi Lovato.jpeg

Demi Lovato partilhou, no passado dia 19 de Maio, na sua conta de Twitter que se identifica como uma pessoa não-binária e que passará a adoptar os pronomes pessoais no plural (em inglês they/them) que não revelam o género, ao contrário do que sucede quando se utiliza a forma singular (she/he).

Na língua portuguesa, tanto a forma singular (ela/ele) como a plural (elas/eles) identificam o género, o que reflecte o forte binarismo da língua (contudo, existem sistemas de linguagem neutra na língua portuguesa usados para referir pessoas não-binárias, como, a título de exemplo, o Sistema Elu).

 

 Demi Lovato Twitter.JPG

Após ter compartilhado sobre a sua orientação sexual ao assumir-se como pansexual em Março, Demi veio agora falar sobre a sua identidade de género ao escrever no Twitter: “Sinto orgulho em poder dizer-vos que me identifico como [género] não-binário e que irei mudar oficialmente os meus pronomes para they/them de agora em diante”.

Neste último ano e meio, explica através de um vídeo, Lovato tem feito um “trabalho de cura e auto-reflexivo” e daí adveio a revelação de que se identifica com o género não-binário, não se revendo exclusivamente nem no género feminino, nem no género masculino. “Sinto que isto representa melhor a fluidez que sinto na minha expressão de género” completa, acrescentando que faz isto “por aqueles/aquelas que não têm sido capazes de partilhar quem realmente são com os seus entes queridos”.

De acordo com Rafaela Cardoso, representante da página de Facebook “Demi Lovato Portugal”,  “[a revelação] significa muito, quem realmente gostar de Demi como eu, significa tudo, mesmo”, em simultâneo [a partilha com as e os fãs] é “muito importante e serve pra as pessoas abrirem um bocadinho os olhos e aprenderem a não julgar as outras pessoas só pelo seu género de identidade, mas acho que ainda temos muito trabalho pela frente. Muito importante para os fãs e não só, também pra aprenderem a ser mais compreensivos com os outros”.

Ademais, Rafaela remata que “Demi está a usar a sua plataforma pra que a sociedade mude, mas que mude pra melhor, e que não voltemos pra trás, ainda existe muito preconceito e (...) devemos aprender a respeitar a identidade de género do outro/a.”

No mesmo dia, Lovato anunciou o seu novo podcast “4D with Demi Lovato”, detalhando que a 4ª Dimensão para si significa “ter conversas que transcendem o discurso típico” e, assim, para o primeiro episódio traz à conversa Alok Vaid-Menon, uma pessoa amiga e não-binária que utiliza os pronomes they/them e que, além do mais, é activista na comunidade LGBTQI+, tendo lançado o livro “Beyond the Gender Binary” (2020) e criado o movimento #DeGenderFashion.

 

Mariana Vilhena Henriques

 

1 comentário

Comentar