Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Publicidade

High School Musical da Disney inclui primeiro casal gay

high school musical disney gay couple.jpg

High School Musical: The Musical: The Series incluiu o primeiro casal gay, um passo importante para extremamente popular série da Disney que começou em 2006.

 

O original dirigido por Kenny Ortega incluiu algumas personagens que muitas pessoas acreditavam ser lésbicas, gays ou bissexuais, como a estrela adolescente Ryan Evans ou a pianista e compositora Kelsi Neilsen. Mas os autores nunca tinham incluído uma personagem explicitamente não-heterossexual - até agora.

Na nova série spin-off High School Musical: The Musical: The Series, que estreou recentemente na Disney+, o showrunner Tim Federle optou por abordar o romance entre Carlos (Frankie Rodriguez), coreógrafo do musical do East High School, e Seb (Joe Serafini). O relacionamento é revelado no quinto episódio da temporada de estreia, "Homecoming", em que Carlos pede a Seb que seja o seu par para o baile. Nessa noite, ambos encontram-se no ginásio e dançam lentamente em frente de toda a escola, sem que ninguém os julgue.

O enredo é especialmente notável porque não se concentra necessariamente nas lutas específicas que jovens lésbicas, gays e bissexuais costumam enfrentar: como sair do armário, ou serem vítimas de homofobia. Em vez disso, High School Musical: The Musical: The Series apenas mostra uma relação entre dois rapazes que parece tão natural quanto a de um casal heterossexual.

"Essa é uma história que teria mudado minha vida se eu a tivesse visto quando era criança", disse Federle ao The Los Angeles Times. "E a razão pela qual isso teria mudado minha vida é porque não é nada de especial. Na verdade, é apenas a vida real".

Num outro vídeo Federle acrescenta: "Para o Carlos e o Seb irem a uma escola de dança, dançarem juntos, e serem capazes de sentir que são iguais e que podem ser quem são... é significativo. Bem como o facto da Disney ter abraçado a realidade da vida moderna e mostrar a essas crianças quem elas realmente são, amar quem elas realmente amam e viver as suas vidas em voz alta".